TCE ABRIL 16 A 22/04
Menu
quinta, 22 de abril de 2021
COVID CONFLITO
Cidades

Secretária alerta sobre variantes e destaca: maioria dos infectados tem de 20 a 49 anos

País convive com variantes P1 e P2 do coronavírus e jovens estão entre os perfis de afetados conta com mortes rápidas sem apresentar comorbidades

05 abril 2021 - 15h15Por Vinicius Costa

A secretária-adjunta da SES (Secretaria de Estado de Saúde), Crhistinne Maymone, explicou, nesta segunda-feira (5), que o país convive com duas variantes do novo coronavírus, a P1 e P2, além de estar somente na segunda onda, onde países da Europa já falam sobre a possibilidade de quarta onda.

"A Europa, os Estados Unidos estão falando em quarta onda. Nossos epidemiologistas, infectologistas ainda estão falando em segunda onda. Nós já temos no Brasil a variante P1 e P2, ou seja, mutações do próprio vírus e com possibilidade de outras mutações virem".

Além disso, Maymone expressou preocupação com o alto índice de pessoas que estão sendo infectados e mostrou que 62,3% dos testados e infectados pela covid estão no perfil da faixa de 20 a 49 anos em Mato Grosso do Sul.

"Nós precisamos que você jovem e você pai, mãe, adulto que possa aconselhar essa população da gravidade da doença", fez o apelo. A secretária ainda relembrou das mortes de pessoas sem comorbidades.

"Hoje nós já temos muitos óbitos com pessoas de 20, 21, 22 e 23 [anos], enfim, pessoas muito jovens com nenhuma comorbidade, com nada relatado e que a variante tem demonstrado a sua gravidade. Pessoas vão a óbito de 3 a 5 dias".