Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
MS DIGITAL - COMPET
Cidades

Secretário nega agressão contra jornalista e diz que foi ameaçado

Luiz Sérgio disse que confusão começou com um mal entendido na recepção da presidência

14 setembro 2016 - 14h37Por Kerolyn Araújo

O Secretário Geral de Administração e Finanças da Câmara Municipal de Campo Grande, Luiz Sérgio Vieira Dias, negou que tenha agredido o jornalista Antônio Fabiano Portilho, proprietário do Portal I9. O caso teria ocorrido na manhã desta quarta-feira (14) na recepção da presidência da Câmara Municipal.

Conforme o Secretário, tudo começou com um mal entendido por causa de lixos que haviam sido deixados no local. "Estão trocando toda a fiação de telefone e internet do prédio da Câmara. Quando saí da presidência disse que o lixo que estava no local, que foi deixado pelos servidores que estavam fazendo o trabalho, deveria ser removido. Nesse momento, o jornalista rebateu dizendo que eu e outros vereadores éramos lixos e deveríamos sair de lá", explicou.

Ainda segundo o Secretário, ele rebateu a ofensa perguntando a quem Antônio estava se dirigindo, momento em que a confusão teve início. "Em momento algum teve agressão e eu não dei nenhum soco no jornalista. Houve um empurra empurra, mas ele não foi agredido por ninguém. Eu, sim, fui agredido verbalmente dentro do meu local de trabalho", ressaltou Luiz Sérgio.

O Secretário afirmou ao TopMídiaNews que não conhecia Antônio Fabiano e que só ficou sabendo da existência do jornalista após uma matéria ser veiculada no Portal I9.

"Não conhecia esse cidadão até ele escrever uma matéria mentirosa, sem pé nem cabeça, afirmando que eu sou o braço direito do ex-presidente Mário César e insinuando o motivo pelo qual fui mantido na administração da Casa de Leis. Ele também disse que estou sendo investigado na Operação Lama Asfáltica. Se realmente estou sendo, ainda não sei", afirmou. "Ele (Portilho) ainda chegou a afirmar que estava lá a mando do Sérgio de Paula (Secretário de Estado da Casa Civil", completou.

Novamente negando as agressões, Luiz Sérgio também afirmou que foi ameaçado pelo jornalista durante a confusão. "Ele disse que ia me pegar lá fora", finalizou.

O TopMídiaNews entrou em contato com o advogado do jornalista, mas não obteve retorno até o fechamento da matéria. 

 

Leia Também

Brasil atinge 1.603.055 casos de covid-19; mortes vão a 64.867
Saúde
Brasil atinge 1.603.055 casos de covid-19; mortes vão a 64.867
Ex-funcionário suspeito de matar secretário em Dourados é preso em barreira sanitária
Polícia
Ex-funcionário suspeito de matar secretário em Dourados é preso em barreira sanitária
Idoso de 80 anos morre em consequência da Covid-19 em Corumbá
Saúde
Idoso de 80 anos morre em consequência da Covid-19 em Corumbá
Brasil ultrapassa marca de 1 milhão de recuperados da covid-19
Saúde
Brasil ultrapassa marca de 1 milhão de recuperados da covid-19