Menu
terça, 24 de novembro de 2020
Cidades

Seminário com Wanderlei Silva é adiado para o domingo e aberto ao público

Seminário

26 outubro 2013 - 16h50Por Da redação

Foi adiado para domingo, 27, às 17h, o seminário que será ministrado pelo astro do UFC (Ultimate Fighting Championship), Wanderlei Silva, o “Cachorro Louco”, em Campo Grande. O motivo é a realização da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), assim todos candidatos terão tempo hábil para participar do evento.



Lutador da categoria meio-médio, Wanderlei Silva brilhou no evento japonês Pride, o maior de MMA no início dos anos 2000. Mesmo com uma carreira de altos e baixos no UFC, Silva ainda é um destaques do evento americano.



O objetivo é passar aos alunos estratégias praticas de como melhorar o desempenho no MMA (Artes Marciais Mistas, em tradução livre), um dos esportes que mais cresce no país. Também serão oferecidas dicas de dietas aos participantes.



As vagas são limitadas e a taxa de inscrição é de R$ 130,00. Para quem quer apenas assistir o evento da arquibancada o valor da entrada é de R$ 30. O seminário acontece no Ginásio Poliesportivo Dom Bosco, e é organizado por Flavio Higa e Hugo Pinelli, da HP Center Trainer.



De acordo com os organizadores, Wand “Cachorro Louco” viaja o mundo oferecendo seu seminário, e Campo Grande será a segunda cidade a receber o evento com o astro.



Mais informações sobre o evento nos telefones (67) 8139-8857 ou (67) 9125-9008.

Leia Também

Está faltando cerveja no mercado: bebida começa a faltar no Brasil
Geral
Está faltando cerveja no mercado: bebida começa a faltar no Brasil
Vendedor diz que guarda municipal faz concurso a “nível macaco” e se dá mal
Polícia
Vendedor diz que guarda municipal faz concurso a “nível macaco” e se dá mal
Senador é suspeito de estuprar jovem depois de festa em São Paulo
Política
Senador é suspeito de estuprar jovem depois de festa em São Paulo
Geraldo Resende alerta para novo aumento de casos da covid em MS
CORONAVÍRUS
Geraldo Resende alerta para novo aumento de casos da covid em MS