(67) 99826-0686
REFIS FEV.

Estudantes da escola José Maria Hugo Rodrigues iniciam aplicação do Google for Education

Projeto deve inovar nas aulas e melhorar o desempenho dos estudantes por meio de ferramentas online

6 SET 2016
SED
10h51min
Foto: SED

A Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues iniciou nessa segunda-feira (5) a prova de conceito do Google for Education, projeto do Google, realizado em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SED) para inovar nas aulas e melhorar o desempenho dos estudantes por meio de ferramentas online, acessadas a partir de um “Chromebook”, computadores portáteis ligados à internet e que armazenam documentos em nuvens, sem ocupar a memória do equipamento.

De acordo com a secretária de Estado de Educação Maria Cecilia Amendola da Motta Mato Grosso do Sul é um Estado pioneiro na utilização desta ferramenta na escola pública. “O Google for Education é uma solução tecnológica muito avançada, que pode contribuir para que os estudantes estejam mais focados e assim aprendam ainda mais. O mundo está avançando e o Brasil não pode ficar atrás, muito menos a escola pública e vejo que Mato Grosso do Sul está fazendo a diferença”, destacou.

Inicialmente, o projeto será testado durante três meses com 616 estudantes do 9º ano do ensino fundamental e 1º ano do ensino médio da EE José Maria Hugo Rodrigues, visando difundir o uso institucionalizado dos aplicativos do Google entre professores de educação básica, para contribuir com a melhoria significativa da qualidade de ensino e favorecer a aprendizagem dos estudantes matriculados na Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul.

A estudante Maria Eduarda Guimarães Onofre acredita que a experiência será muito positiva. “Esta ferramenta vai melhorar meu dia a dia, espero que ajude e traga um futuro melhor para mim e meus colegas”, explicou. Para Gustavo Dias, a ferramenta trará facilidade. “Acho que a professora vai corrigir a tarefa mais rápido, a prova, nota, tudo será mais rápido e a gente ainda vai aprender mais, é excelente poder usar a tecnologia na sala de aula”, contou.

Os professores envolvidos no projeto receberam formação para uso pedagógico de Google Apps for Education com “Chromebooks” e iniciarão na próxima semana a prática de utilização dos equipamentos em atividades pedagógicas em sala de aula com os estudantes. Após os três meses de teste, a escola deverá elaborar um relatório sobre a experiência, contendo avaliação sobre o uso dos “Chromebooks”; facilidade de elaboração de atividades pedagógicas em sala de aula pelos professores? engajamento de estudantes nas atividades? e facilidade de gestão dos “Chromebooks” na escola. “Vai nos ajudar em sala de aula porque os alunos são muito conectados”, finaliza a professora de Matemática Elza Guedes.

Veja também