Menu
quinta, 25 de fevereiro de 2021
CORONAVÍRUS

Ministério não sabe nem quantas vacinas vai enviar para MS

‘Vacinação na quarta-feira é impossível’, relatou especialista

16 janeiro 2021 - 13h30Por Vinícius Squinelo

A vacinação não vai começar na quarta-feira (20), e por culpa do Ministério da Saúde e do Governo federal. Essa foi a avaliação de servidores e especialista, ouvidos sob condição de anonimato, da Secretaria de Estado de Saúde.

Publicamente ninguém fala, mas no off a situação é considerada, no mínimo, confusa. “Não sabemos nem quantas vacinas o Ministério vai ter, muito menos quantas vão mandar para Mato Grosso do Sul”, relatou uma das fontes.

A previsão era de que o cronograma fechado, inclusive, e principalmente, com o número de doses a ser enviado a cada Estado da federação. Não foi o que aconteceu.

Com o fracasso da missão de buscar vacinas da Astrazeneca/Oxford na Índia, a única disponibilidade de imunizantes em todo o País é da Sinovac/Butantã. Hoje, o instituto tem 6 milhões de doses prontas e 4,5 milhões em produção. O Ministério da Saúde já solicitou todas as doses, mas esbarra na falta de planejamento, e do pagamento ao Butantã, que afirmou que sem isso não entrega nada.

Lembrando: são necessárias duas doses por pessoa. Logo, o Brasil tem hoje capacidade para imunizar 3 dos 210 milhões de habitantes. “E quantas vacinas vão chegar pra MS, cem, mil?”, reclama um dos ouvidos.

“A situação é clara, a vacinação na quarta-feira é impossível”, sentencia um especialista ao TopMídiaNews.

Antes, porém, qualquer vacina, seja da Oxford ou Butantã, passa pelo crivo da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que prometeu dar uma resposta oficial neste domingo (17).