TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Entenda a famosa comemoração brasileira do Dia Nacional do Samba

'Toca um samba aí...'

2 DEZ 2013
Schimene Weber
11h59min
Foto: IFPE

"Não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar, o morro foi feito de samba, de samba pra gente sambar...". O trecho, que marca um dos maiores sucessos do ritmo de todos os tempos, foi composto por Edson Conceição e Aloísio, e pode ser usado para comemorar o dia de hoje, 2 de dezembro, Dia Nacional do Samba.

Os mais entendidos dizem que a data foi escolhida pela iniciativa de um vereador baiano, Luis Monteiro da Costa, para homenagear Ary Barroso. Nesta data, ele já havia composto o sucesso "Na Baixa do Sapateiro", mas nunca havia posto os pés na Bahia. Dia 2, portanto, foi a primeira vez que ele visitou Salvador, e por isso a data se tornou um marco.

Este dia, instituído em 1963, também tem como objetivo homenagear a cultura mais popular no país, trazida pelos africanos ao Brasil. De que forma o ritmo transformou-se no nosso retrato musical, assumindo o papel de nosso representante mais conhecido dentro e fora do país?

Das primitivas rodas de batuque até a consagração internacional, o caminho foi longo, passando por gente humilde que combateu na Guerra de Canudos e "escolheu" o Rio de Janeiro para recomeçar a vida, juntamente com uma leva de migrantes que vinham do Vale do Paraíba e, mesmo trabalhando duro, morando em cortiços, divertiam-se nas festas promovidas pelas "tias" baianas, entre elas a famosa "Tia Ciata" e nas comemorações tradicionais como a Festa da Penha.

O samba, que já foi tema de inúmeras teses produzidas em cursos de pós-graduação, monografias e biografias, é amado por todo o país e tornou-se inspiração para compositores, músicos e cantores, pois reúne em torno de si quase uma unanimidade, afinal, como já dizia a canção "quem não gosta de samba, bom sujeito não é... É ruim da cabeça ou doente do pé!".

Feliz dia do Samba, Brasil!

Veja também