A+ A-

sábado, 20 de abril de 2024

sábado, 20 de abril de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

Cultura

19/08/2018 09:30

A+ A-

Prédio histórico do Cine Campo Grande pode se transformar em teatro e cinema alternativo

Sesc comprou prédio e aguarda análise de projeto para iniciar obras no local

Três anos após comprar o antigo Cine Campo Grande, na Rua 15 de Novembro, o Sesc afirma que espera apenas uma posição da prefeitura para colocar em prática o projeto para a construção de um teatro com capacidade para 200 pessoas. De acordo com o Sesc, uma galeria permanente com acervos de obras de artistas de importante expressão para o cenário cultural também será construída no local.

“O Sesc já adquiriu o acervo de obras dos artistas e o teatro será o primeiro da Capital a contar com uma caixa cênica, estrutura fundamental para que as apresentações tenham dinâmica. Trata-se de um fosso para a substituição de atores e cenários com agilidade”, diz a assessoria de imprensa da instituição.

Conforme a diretora regional do Sesc, Regina Ferro, Campo Grande será a primeira da Capital que permite a troca de cenários no palco, entre um sobe e desce de estrutura. “A sala de cinema da nova unidade projetará filmes que estão fora do circuito comercial, com a proposta de estimular um olhar mais crítico. São produções que proporcionam conhecer um pouco de arte, de história e entender a estética dos filmes, como o que já é feito na unidade Sesc Cultura”.

Além disso, o projeto conta ainda com a construção de camarotes para comportar mais público para filmes e prevê a realização de festivais de cinema.

Prefeitura

A prefeitura afirma que, de acordo com a legislação, foi concedido prazo para o cumprimento de exigências que não foram cumpridas pelo Sesc. “Há um processo que deu entrada no ano de 2015, tendo como sua última tramitação em 2017.Conforme a legislação existem prazos para o cumprimento das exigências que são de 60 dias, e este prazo não foi cumprido".

"O proprietário/profissional não atendeu as exigências no prazo e o processo de Aprovação foi indeferido. Lembrando que as análises feitas pelo município são realizadas também no prazo pertinente. Desta forma, o município apenas compre o seu papel de orientar e fiscalizar, e caso os empreendimentos não cumpram o que é solicitado na legislação não há como Deferir e aprovar um projeto que não atenda a legislação vigente”, destaca a assessoria.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
GOVERNO MS DENGUE ABRIL 2024