volta as aulas
Menu
Busca segunda, 24 de fevereiro de 2020
Economia

Banco Central reduz taxa de juros pela quinta vez e Selic fica em 4,25% ao ano

A taxa é usada como referência para todas os outros juros praticados pelo mercado

05 fevereiro 2020 - 19h14Por Thiago de Souza

O Comitê de Política Monetária do Banco Central reduziu a taxa de juros para 4,25% ao ano, nesta quarta-feira (5). O corte, que já é o quinto consecutivo, foi de 0,25%.

Segundo o Antagonista, esta é a nova mínima histórica do juro básico no Brasil. O comunicado do Copom, porém, sinaliza o fim dos cortes na Selic em 2020.

De acordo com a Revista Veja, a Selic é usada como referência para todas as outras taxas de juros do mercado brasileiro e serve como instrumento de política monetária para controlar a inflação e estimular o consumo. Com a Selic alta, os juros tendem a ficar mais caros e desestimulam o consumidor a comprar.

Ainda segundo o site, já com a taxa baixa, o crédito pode ficar mais barato, estimulando compras e, assim, aquecendo a economia. A sequência de cortes para estimular a economia começou em julho do ano passado, após a taxa ficar estável em 6,5% ao ano durante 18 meses.