Menu
terça, 27 de julho de 2021
SEGOV - MICROCREDITO 27 A 29/07
Economia

Brasil e Japão assinam acordo para investimentos em infraestrutura

O acordo prevê a criação de um grupo de trabalho para debater a parceria entre os dois países e inclui os setores de transporte e logística

19 outubro 2016 - 12h18Por Agência Brasil

O presidente brasileiro Michel Temer e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, assinaram hoje (19), em Tóquio, um Acordo de Cooperação Para a Promoção de Investimentos em Infraestrutura. O acordo prevê a criação de um grupo de trabalho para debater a parceria entre os dois países e inclui os setores de transporte e logística, tecnologia da informação e de comunicações e energia. A visita de Temer ao Japão incluiu também um encontro com empresários e investidores.

A ideia é que, pelo menos uma vez por ano, os integrantes desse grupo de trabalho se reúnam para implementar e discutir ações visando o fortalecimento da cooperação bilateral. Pelo lado brasileiro, o grupo será coordenado pelo Departamento de Promoção Comercial e Investimentos do Ministério das Relações Exteriores e pela Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

“Estamos aqui para revelar um novo Brasil. Usamos a expressão recomeço para [expressar] a situação que encontramos ao assumir o governo”, disse Temer durante o encontro com empresários, frisando que “o Brasil é grande. Não só um grande mercado consumidor, mas também um grande centro de produção e de oportunidades”.

Ele ressaltou, no entanto, que não basta ao Brasil "ser grande" para atrair investimentos. “É preciso ser grande com estabilidade institucional e segurança jurídica. E é exatamente isso o que vivemos de uns dois meses para cá. Tivemos um pequeno período um pouco mais agitado, mas [onde foram] cumpridas todas as normas constitucionais e sem nenhuma instabilidade de natureza institucional. Passado esse momento, é revelada a importância do contexto de responsabilidade macroeconômica. O primeiro passo é o equilíbrio nas contas públicas”, disse.

A política monetária brasileira também foi destacada por Temer no encontro. “Temos um inabalável compromisso com a estabilidade dos preços. Aliás, o pré anúncio da inflação para o ano que vem [já] é bem menor do que a inflação deste ano. Estamos no caminho certo, porque tivemos em setembro a menor inflação para o mês desde 1988. A inflação foi de 0,08%. Estamos assegurando um ambiente que é precondição para a prosperidade do país”.

Temer informou ao primeiro-ministro japonês que pretende retirar do governo brasileiro e repassar para o mercado a responsabilidade pela fixação de taxas para a abertura de investimentos. Shinzo Abe, por sua vez, disse que políticas de abertura de mercado reforçam o interesse das empresas japonesas em investir no Brasil.

“O Brasil é um país de 200 milhões de pessoas e representa enorme mercado. Políticas econômicas de abertura podem tornar esse mercado ainda mais atraente. Para as empresas japonesas, o Brasil representa oportunidade principalmente na área de infraestrutura”, disse o primeiro ministro.

De acordo com o Planalto, o avião de Temer decolou do Japão por volta das 11h30 de hoje (horário de Brasília). A previsão é que ele chegue no início da tarde de amanhã (20) em Brasília.

 

Leia Também

Receita Federal leiloa vibrador e masturbador com lance mínimo de R$ 260
Geral
Receita Federal leiloa vibrador e masturbador com lance mínimo de R$ 260
Senador posta meme de Bolsonaro andando de skate ao lado da 'Fadinha Rayssa'
Geral
Senador posta meme de Bolsonaro andando de skate ao lado da 'Fadinha Rayssa'
Bolsonaro diz que o vice-presidente Mourão é igual cunhado: 'tem que aturar'
Geral
Bolsonaro diz que o vice-presidente Mourão é igual cunhado: 'tem que aturar'
Greve de caminhoneiros contra Bolsonaro fracassa e 'vira piada' na maior parte do País
Geral
Greve de caminhoneiros contra Bolsonaro fracassa e 'vira piada' na maior parte do País