TCE Novembro
Menu
terça, 30 de novembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Economia

Comércio informal aproveita onda de protestos para faturar mais na Capital

Manhã incomum faz ambulantes irem até locais de manifestação para ter mais lucro

10 agosto 2018 - 11h55Por Luis Abraham

Em tempos de crise e tempo frio, é normal que o comércio tenha uma certa diminuição no faturamento, mas em meio aos obstáculos, a população encontra alternativas para driblar as dificuldades financeiras.

No protesto de hoje, contra corrupção, aumento de privilégios, condições dignas de trabalho, entre outras reivindicações, diversos ambulantes saíram dos seus pontos de costume e se dirigiram às ruas no entorno da manifestação para tentar obter um lucro extra em um dia atípico.

Comércio informal enxerga oportunidade em tempos de crise. (Foto: Luis Abraham)

Caso de Adilson Oliveira, 70 anos, vendedor de balas, chicletes, salgadinhos e demais guloseimas. Ele costuma estar na Rua 26 de Agosto, mas devido ao protesto resolveu se dirigir até a Praça do Rádio Clube para não ter prejuízo e aproveitar a oportunidade de faturar mais. "O movimento é bom, pois faturamos mais e podemos compensar o pouco movimento nas ruas", afirma o ambulante, aposentado há oito anos.

Adilson conta que após a aposentadoria ficou "somente 4 dias em casa, mas não conseguia ficar sem trabalhar" e assim voltou à labuta.