TJMS SETEMBRO e outubro
Menu
segunda, 18 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
senar 18/10 a 21/10
Economia

Crédito para hospitais que prestam serviços ao SUS tem novas condições

O objetivo da operação é disponibilizar capital de giro para instituições que prestam serviços para o Sistema Único de Saúde

26 outubro 2016 - 12h57Por Agência Brasil

A Caixa Econômica Federal oferece, a partir desta semana, novas condições para a linha de crédito destinada a Santas Casas, hospitais e entidades filantrópicas. Segundo a Caixa, o objetivo da operação é disponibilizar capital de giro para instituições que prestam serviços para o Sistema Único de Saúde (SUS).

O prazo máximo para pagamento do crédito foi ampliado de 84 para 120 meses. O crédito pode ser contratado com até seis meses de carência e as taxas variam de acordo com o perfil do cliente e a estrutura da operação. Também foi ampliada a margem de consignação de 30% para 35%.

Para este ano, a Caixa destinou R$ 800 milhões para a linha de crédito, com previsão de incremento em 2017. Atualmente, os recursos aplicados pelo banco nesse tipo de crédito estão em R$ 2,5 bilhões.

Destinado a entidades filantrópicas e filiais de entidades não filantrópicas, o crédito Caixa Hospitais é uma linha que antecipa os recursos a receber do Ministério da Saúde (Fundo Nacional de Saúde - FNS), referentes aos serviços ambulatoriais e de internações hospitalares prestados ao SUS.

 

Leia Também

Fábio Trad critica imunidade de deputado que chamou até Papa de pedófilo
Política
Fábio Trad critica imunidade de deputado que chamou até Papa de pedófilo
Criança que teve caneta cravada no pescoço está em estado grave
Geral
Criança que teve caneta cravada no pescoço está em estado grave
MSGÁS prioriza segurança dos campo-grandenses e desenvolvimento de MS
Informe Publicitário
MSGÁS prioriza segurança dos campo-grandenses e desenvolvimento de MS
Deputado acusa Energisa de falta de transparência na reparação dos estragos em MS
Campo Grande
Deputado acusa Energisa de falta de transparência na reparação dos estragos em MS