ENTREGAS
(67) 99826-0686
Prestação de contas 17/04 a 26/04/2019

Empresas de MS que faturam até R$ 16 mi podem recorrer ao FCO para garantir insumos e estoque

Micro, pequenas e médias empresas têm disponíveis R$ 50 milhões para aquisição de insumos, matéria-prima e formação de estoque para venda

23 SET 2016
Assessoria
20h34min
Foto: Divulgação

Empresas com faturamento anual de até R$ 16 milhões também podem contratar empréstimos para capital de giro dissociado junto ao Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO). A ampliação do acesso a essa linha de crédito do Fundo a um leque maior de pessoas jurídicas, além de micro e pequenas empresas foi aprovada nesta semana em reunião do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO (CEIF-FCO), presidido pelo secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck.

Micro, pequenas e médias empresas têm disponíveis R$ 50 milhões do FCO para a aquisição de insumos, matéria-prima e formação de estoque para venda. O valor máximo de contratação individual é de R$ 270 mil por empresa. “Nós abrimos essa linha do FCO para os micros e pequenos empresários e agora ampliamos para aquelas empresas que faturam até R$ 16 milhões por ano. Dessa forma, abrangemos um leque maior de empreendimentos que necessitam desse recurso”, informou o secretário Jaime Verruck. Em Mato Grosso do Sul, os interessados nessa linha de crédito do Fundo podem procurar o Banco do Brasil, BRDE e Sicredi para mais informações.

No início do mês de setembro, o governo do Estado firmou um grande pacto com as federações representativas dos setores produtivos (Fiems, Faems, Fecomércio e Famasul) e o Banco do Brasil para garantir a utilização integral de R$ 1,5 bilhão que Mato Grosso do Sul tem à disposição para o financiamento de novos empreendimentos rurais e empresariais por meio do FCO. Dentre as medida previstas no pacto, está a linha de crédito para capital de giro dissociado.

Veja também