TCE MAIO
(67) 99826-0686

Faturamento real da indústria sobe 3,8% em 2013, aponta CNI

Indústria nacional

5 FEV 2014
Valor Econômico
14h25min
Divulgação

A CNI (Confederação Nacional da Indústria) divulgou por meio de sua pesquisa mensal, que o faturamento da indústria brasileira em 2013 obteve aumento real de 3,8%, com relação ao mesmo período de 2012.

 

O segmento diz respeito aos indicadores industriais do país. Ainda assim, em dezembro, o faturamento teve uma queda real de 1,1% ante novembro, na série com ajuste sazonal. Essa é a quarta queda mensal consecutiva. Com relação a 2012, a queda foi de 0,8%.

 

O nível de utilização da capacidade instalada (Nuci) da indústria brasileira também caiu de 81,9% em novembro para 81,4% em dezembro de 2013, considerando a série com ajuste sazonal. O indicador se encontrava em 82,6% em dezembro de 2012.

 

A CNI mostrou ainda que o emprego teve um ligeiro aumento de 0,8% na indústria em 2013 na comparação com o nível de emprego em 2012. Considerando dados dessazonalizados, o emprego ficou praticamente estável de novembro para dezembro, variando apenas 0,1%. No caso das horas trabalhada, houve alta de 0,1% de 2012 para 2013. Na comparação entre novembro e dezembro, as horas trabalhadas caíram 2,5%, dado com ajuste sazonal.

 

A massa salarial real subiu 1,7% de 2012 para 2013. De novembro para dezembro, porém, houve uma ligeira queda de 0,2% (com ajuste). Já o rendimento médio real subiu 0,9% em 2013. Em dezembro, houve uma queda de 0,3% ante novembro, levando em conta números com ajuste.

 

Os Indicadores Industriais são uma pesquisa quantitativa realizada mensalmente em 12 Estados, que respondem por mais de 90% do produto industrial. O critério de amostragem é intencional, com foco nas grandes e médias empresas. O painel da pesquisa conta com atualmente cerca de 2 mil empresas, segundo a CNI.

Fonte: Valor Econômico

Veja também