TJMS JANEIRO
Menu
sexta, 21 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Economia

Na 2ª edição do Concurso Agrinho, Senar/MS quer envolver 20 municípios

24 setembro 2015 - 08h53Por Assessoria

O programa Agrinho realizado pelo Sistema Famasul – Federação de Agricultura e Pecuária de MS e o Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural realizará a 2ª edição do ‘Concurso Agrinho’, no qual serão premiados desenhos, redações e melhores práticas educacionais desenvolvidas em 177 escolas da rede pública municipal e estadual de ensino de 20 municípios do Estado, os quais já participam da iniciativa.

Implantada no ano passado, o Agrinho tem objetivo de desenvolver os temas transversais estabelecidos pelo Ministério da Educação: ética, diversidade cultural, meio ambiente, trabalho e consumo, saúde, orientação sexual e temas regionalizados propostos por uma equipe de especialistas em educação, cultura, história e geografia. Na edição deste ano, a estimativa é atender mais de 60 mil estudantes, do 1º ao 9º ano, do Ensino Fundamental.

Serão avaliadas as categorias desenho (para os alunos do 1º e 2º ano), redação (do 3º ao 9º ano), experiência pedagógica dos professores participantes e, a partir desta edição, também concorre a categoria ‘Escola Agrinho’, contemplando a instituição que melhor desenvolver práticas de responsabilidade social com a comunidade.

Segundo a coordenadora do Agrinho/MS, Sandra Serrano, a ideia é promover uma grande confraternização para homenagear os envolvidos com melhor desempenho no programa. “A exemplo do ano passado premiaremos os três primeiros lugares em cada categoria, como forma de incentivar a comunidade escolar. No início do ano promovemos uma capacitação presencial com os professores de todas as escolas parceiras e a satisfação geral foi sobre o material pedagógico regionalizado e que oferece informações sobre meio ambiente, cultura, cidadania, geografia e história de nosso Estado”, detalha.

As inscrições para a edição 2015 podem ser feitas até 16 de outubro pelo site do programa e os trabalhos produzidos enviados pelo Correio. “Formalizamos uma parceria com o Correio e as instituições não terão de arcar com os custos de envio, pois receberão código de postagem que pode ser solicitado com nossa equipe, em Campo Grande. Viabilizamos esta facilidade no intuito de que todos possam participar”, argumenta Sandra.

A meta da coordenação é levar o programa Agrinho para os 79 municípios do Estado. Desde que foi iniciado 20 já aderiram, são eles: Água Clara, Anastácio, Bandeirantes, Camapuã, Coxim, Dois Irmãos do Buriti, Guia Lopes da Laguna, Figueirão, Jaraguari, Jardim, Maracaju, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Verde de Mato Grosso, Rochedo, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia e Terenos.