TCE MAIO
(67) 99826-0686

Safra de feijão é insuficiente para atender ao consumo, afirma SNA

Agronegócios

4 JAN 2014
Rural BR
12h01min
Divulgação

De acordo com a Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) a safra 2012/2013 referente a produção de feijão será insuficiente para atender ao consumo. Foram plantados 3,11 milhões de hectares e colhidos 2,8 milhões de toneladas, o que representa cerca de 500 mil toneladas a menos que a produção norma, de 3,3 milhões.

 

“Esta realidade elevou os preços do feijão em maio e junho de 2013 para patamares nunca antes vistos no Brasil, chegando perto de R$ 300 a saca de 60 quilos em algumas regiões”, comentou o pesquisador da Área de Sócioeconomia da Embrapa, Alcido Elenor Wander.

 

O consumo per capita do grão em 2013 está estimado em 16 kg por habitante ao ano, ante 17 kg/habitante/ano consumidos em 2011 e 2012. “Acredita-se que essa ligeira diminuição do consumo per capita tenha sido apenas momentânea, em função de os preços terem aumentado de forma exorbitante, limitando o acesso para a parcela da população com renda mais limitada”, justificou Wander, que a partir de segunda, dia 6, assume o cargo de chefe adjunto de Transferência e Tecnologia da Embrapa Arroz e Feijão.

 

Importação - Com o consumo nacional estimado em 3,45 milhões de toneladas, para suprir a demanda, o país teve de importar mais de 500 mil toneladas, de janeiro a novembro, de países como China, Argentina, Bolívia e Paraguai. A tendência, conforme explica o diretor de Assuntos Comerciais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Benedito Rosa, é que o Brasil importe cada vez mais feijão. Para 2014, Rosa prevê importações maiores e acredita que o custo vai recair sobre o bolso dos consumidores.

 

Outro fator que deve puxar a alta do grão, em sua opinião, é que produtores de feijão de Minas Gerais e Goiás não fizeram o vazio sanitário, previsto pela primeira vez nos Estados, além de Bahia e Distrito Federal, visando eliminar um vírus transmitido pela mosca-branca que prejudica bastante a lavoura.

 

De acordo com Wander, as estimativas disponíveis levam a crer que em 2013/2014 a área plantada ficará próxima a 3,15 milhões de hectares, com previsão de colheita de 3,3 milhões de toneladas, se não ocorrer nenhum imprevisto. “Considerando que a demanda interna é estável, o preço não deve subir para patamares tão elevados como em 2013. Se o valor da saca se mantiver acima dos R$ 120, R$ 130 por saca de 60 kg, a rentabilidade estimulará os produtores a plantarem feijão”, afirmou Wander.

 

Fonte: Rural BR

Veja também