Menu
segunda, 26 de outubro de 2020
Entrevistas

Diretora do IMPCG traça um panorama dos serviços oferecidos pelo Servmed

Saúde Pública

29 janeiro 2014 - 10h00Por Aline Oliveira

Nesta semana, nós conversamos com a doutora Lilliam Maria Maksoud Gonçalves, diretora-presidente do IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande) que falou um pouco sobre os desafios enfrentados até agora em sua gestão, o trabalho realizado no instituto, além de traçar um panorama da saúde pública no país. A médica é especialista em ginecologia, medicina estética e do trabalho e possui uma vasta bagagem em administração hospitalar, tendo sido por duas vezes membro do conselho fiscal da Unimed e diretora do departamento de saúde do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul por 15 anos. Confira a entrevista:


Top Mídianews: Dra Lilliam, a senhora pode nos contar um pouco da sua experiência como administradora de saúde e como isso pode auxiliar no seu trabalho a frente do IMPCG?


Dra. Lilliam Maksoud: Atuo na medicina há mais de 30 anos e desde 1988 assumi o departamento médico voltado aos funcionários do judiciário no TJ-MS. Inicialmente o departamento era reduzido com algumas especialidades e serviços cotidianos de atendimento a saúde. No decorrer do tempo, o trabalho foi aumentando e acabei me interessando pela área administrativa e participando de cursos de especialização, mas, acredito que fazer parte do conselho fiscal de um plano de saúde, também foi essencial para entender como é feito o gerenciamento de saúde em clínicas e centros médicos. Assumi a direção do IMPCG em dezembro de 2013, porém, iniciamos imediatamente um trabalho de diagnóstico de como está o funcionando os serviços oferecidos pelo Servmed. Nossa meta é identificar quais os pontos estão carentes de melhoria e reformularmos o atendimento disponibilizado. Uma das principais ações é identificar quais as especialidades que possuem menor número de profissionais e buscarmos credenciamento de novos profissionais.

Top Mídianews: Uma das responsabilidades que a senhora assumiu foi acompanhar e coordenar a conclusão da obra, do novo prédio do instituto. Em que situação se encontra o andamento da edificação?


Dra. Lilliam Maksoud: O novo prédio vai abrigar a parte administrativa do Servmed e o prazo para entrega da obra é abril. Com a desocupação de várias salas no atual centro poderemos ampliar o atendimento aos usuários e oferecer novos serviços, inclusive, temos um projeto para oferecer algumas especialidades que não existem atualmente, como terapia ocupacional, psicologia, entre outos.

 

Top Mídianews: Como a senhora avalia a situação da saúde pública em Campo Grande e no Estado de Mato Grosso do Sul?


Dra. Lilliam Maksoud: Para falarmos de saúde pública, temos que começar a análise pelo Brasil que reflete nos estados e municípios da Federação. Acredito que a saúde está doente e necessita de mais atenção do Governo federal. Porém, em Campo Grande vem sendo feito um trabalho para melhoria no atendimento nos postos de saúde e Unidades de Pronto Atendimento (UPA). Isso com certeza vai refletir no avanço dos serviços prestados à população. Se cada região investir nos serviços da saúde pública, conseguiremos proporcionar serviços de qualidade e com alcance satisfatórios aos usuários.

Top Mídianews: Quais ações já foram implementadas na sua gestão, pode elencar algumas delas?


Dra. Lilliam Maksoud: Estamos estabelecendo um plano de trabalho a partir do diagnóstico de oferecimento de serviços. Nosso objetivo principal é detectar quais as especialidades que mais necessitam de profissionais e convidá-los a se credenciar no Servmed. Com relação a reclamações e sugestões feitas pelos usuários contamos com o serviço da Ouvidoria e iniciamos o atendimento com as caixas de sugestões. A cada semana recolheremos as opiniões e iremos elaborar um relatório para identificar o que não está bem.

Desta forma conseguiremos atender os problemas pontuais e responder a contento as queixas e opiniões dos usuários . Já implantamos o sistema on-line de autorização de consultas e exames, possibilitando assim que nossos usuários se dirijam diretamente aos prestadores de serviço sem a necessidade de comparecer a sede da instituição. No entanto, certos tipos de exames, além dos procedimentos cirúrgicos necessitam de análise prévia da auditoria médica para sua aprovação e nesses casos há necessidade do servidor comparecer pessoalmente para buscar a autorização. Gostaria de destacar que o Servmed é mantido por recursos arrecadados do Funserv, provenientes de contribuições mensais dos servidores municipais e órgãos e entidades municipais.

A arrecadação de recursos de forma solidária entre os contribuintes propicia a constituição de um fundo de recursos que permite a garantia dos serviços de saúde a todos os servidores que precisarem, por isso a importância do modelo de custeio do serviço. Apesar de não sermos um plano de saúde nos moldes do mercado, estamos trabalhando com afinco para conquistar o melhor atendimento possível, levando segurança e comodidade aos usuários e suas famílias.

Leia Também

Dia lindo! Depois de seis meses, Chapadão do Sul fica sem casos de covid em 24 horas
Cidades
Dia lindo! Depois de seis meses, Chapadão do Sul fica sem casos de covid em 24 horas
Menina negra tem Youtube invadido e nome mudado para 'Canal da Macaca Magrela' no Rio
Geral
Menina negra tem Youtube invadido e nome mudado para 'Canal da Macaca Magrela' no Rio
VÍDEO: câmera registra passo a passo da chuvona que caiu em Campo Grande
Cidade Morena
VÍDEO: câmera registra passo a passo da chuvona que caiu em Campo Grande
Justiça ordena Marcelo Miglioli a tirar vídeo com fake news sobre Marquinhos Trad
Cidade Morena
Justiça ordena Marcelo Miglioli a tirar vídeo com fake news sobre Marquinhos Trad