Menu
sábado, 15 de agosto de 2020
Geral

Aliados de Cristina Kirchner são derrotados em eleição parlamentar argentina

Argentina

28 outubro 2013 - 11h44Por Reuters

Os candidatos da presidente argentina, Cristina Kirchner, sofreram uma dura derrota nas eleições parlamentares de domingo, que sepultaram as chances de uma eventual reforma constitucional para permitir à presidente buscar um terceiro mandato consecutivo.

Os eleitores escolheram a metade dos deputados e um terço do Senado. Com 62 por cento dos votos apurados, o governo reconheceu que a oposição estava em vantagem por todo país.

Os resultados marcaram o início de uma transição de dois anos até as eleições gerais de 2015, uma trajetória que deve ser marcada por disputas entre os aspirantes a suceder Cristina ao mesmo tempo em que a economia sofre com sinais de enfraquecimento devido à alta da inflação e à falta de investimentos.

Os candidatos da chapa governista Frente para a Vitória, a facção peronista que governa o país, foram superados nas principais províncias argentinas.

Na província de Buenos Aires, o maior distrito da Argentina, o popular prefeito da cidade de Tigre, Sergio Massa, obteve 43,6 por cento dos votos, antes 31,8 por cento para o candidato de Cristina, Martín Insaurralde, com 70 por cento das seções de votação contabilizadas.

Os governistas também perdiam por margem ampla nos outros quatro distritos mais populosos do país: Córdoba, Santa Fé, Mendoza e na Cidade de Buenos Aires.

Leia Também

Menino de 3 anos não resiste e morre após cair em piscina em Campo Grande
Cidade Morena
Menino de 3 anos não resiste e morre após cair em piscina em Campo Grande
Menino de nove anos é achado morto após ter faca cravada no peito em Douradina
Interior
Menino de nove anos é achado morto após ter faca cravada no peito em Douradina
Homem de 40 anos é executado em conveniência em Ponta Porã
Interior
Homem de 40 anos é executado em conveniência em Ponta Porã
Em delação, 'Doleiro dos doleiros' diz que levava pacotes de dinheiro para donos da Globo
Geral
Em delação, 'Doleiro dos doleiros' diz que levava pacotes de dinheiro para donos da Globo