Menu
quinta, 29 de outubro de 2020
Geral

Atendimentos médicos no Sambódromo chegam a 543

Calor e abuso

02 março 2014 - 20h00Por Da Redação

O segundo dia de desfiles das escolas de samba  da Série A, no Rio de Janeiro, registrou 344 atendimentos médicos nos postos do Sambódromo e do Terreirão do Samba, informou a Secretaria Municipal de Saúde. Desse total, seis pacientes foram transferidos para unidades de emergência da rede municipal.

Foi grande a procura nos nove postos de saúde montados pela prefeitura na Passarela do Samba e em seu entorno. O que apresentou maior demanda  foi o posto do setor 2, localizado ao lado do primeiro recuo da bateria, acrescentou a secretaria. No local, foram atendidos  61 pacientes e feita uma remoção.

Somando os dois dias de desfiles da Série A na Passarela do Samba, na última sexta-feira (28) e ontem (1º), foram feitos 543  atendimentos, sendo 13 pessoas  transferidas para hospitais da prefeitura. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, as principais causas dos atendimentos foram desidratação, dor de cabeça e mal-estar .

No ano passado, a  secretaria fez 2.617 atendimentos nos nove postos instalados no Sambódromo e no Terreirão do Samba. O número superou em 5% o resultado apurado no carnaval de 2012, quando 2.493 pessoas receberam assistência.

Leia Também

Homem é preso por vender ossadas de cemitério para rituais religiosos no Rio
Geral
Homem é preso por vender ossadas de cemitério para rituais religiosos no Rio
Brasil tem 513 mortes pela covid em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 513 mortes pela covid em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Corredor de ônibus e apoio aos aplicativos foram destaque em horário eleitoral da noite
Cidade Morena
Corredor de ônibus e apoio aos aplicativos foram destaque em horário eleitoral da noite
Babaca: homem invade quintal e mata cachorro a pauladas em Anastácio
Interior
Babaca: homem invade quintal e mata cachorro a pauladas em Anastácio