(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Atendimentos médicos no Sambódromo chegam a 543

Calor e abuso

2 MAR 2014
Da Redação
20h00min
Bombeiros procedem atendimento.

O segundo dia de desfiles das escolas de samba  da Série A, no Rio de Janeiro, registrou 344 atendimentos médicos nos postos do Sambódromo e do Terreirão do Samba, informou a Secretaria Municipal de Saúde. Desse total, seis pacientes foram transferidos para unidades de emergência da rede municipal.

Foi grande a procura nos nove postos de saúde montados pela prefeitura na Passarela do Samba e em seu entorno. O que apresentou maior demanda  foi o posto do setor 2, localizado ao lado do primeiro recuo da bateria, acrescentou a secretaria. No local, foram atendidos  61 pacientes e feita uma remoção.

Somando os dois dias de desfiles da Série A na Passarela do Samba, na última sexta-feira (28) e ontem (1º), foram feitos 543  atendimentos, sendo 13 pessoas  transferidas para hospitais da prefeitura. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, as principais causas dos atendimentos foram desidratação, dor de cabeça e mal-estar .

No ano passado, a  secretaria fez 2.617 atendimentos nos nove postos instalados no Sambódromo e no Terreirão do Samba. O número superou em 5% o resultado apurado no carnaval de 2012, quando 2.493 pessoas receberam assistência.

Veja também