TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sexta, 01 de julho de 2022 Campo Grande/MS
Geral

Com apoio do Sindifiscal, fiscais de MS ajudam a elaborar texto da reforma tributária

Serviço é considerado essencial e, sem ele, governo fica sem dinheiro para políticas públicas

26 junho 2020 - 12h16Por Diana Christie e Willian Leite

Fiscais de Mato Grosso do Sul foram convidados para contribuir na elaboração da reforma tributária, que está em discussão no Congresso Nacional. A equipe tem o apoio do Sindifiscal-MS, que completa 30 anos com orgulho de atender 1.174 filiados.

“Com nossa participação ativa na construção da reforma queremos mostrar, com nosso trabalho, as possibilidades de melhorar a vida de quem paga por tantos impostos. Isso nós chamamos de justiça fiscal”, destaca o presidente do sindicato, Francisco Carlos de Assis, o ‘Chiquinho’.

Considerados pelo governo do Estado como serviço essencial, os fiscais tributários continuam trabalhando, mesmo na pandemia, obedecendo às normas de biossegurança. Segundo presidente, o Sindifiscal-MS disponibiliza todo o aparato para que os filiados possam trabalhar sem riscos para a própria saúde.

“O Sindifiscal é a entidade que agrega todos os fiscais tributários estaduais. Considerados como garantidor dos direitos sociais da população, é por meio do nosso trabalho de arrecadação dos tributos estaduais que o governo tem condições de levar as políticas públicas para a população”, explica.

Com sede em Campo Grande, o atendimento presencial do sindicato, neste período, está suspenso, mas o trabalho continua a todo vapor. Chiquinho destaca como os fiscais desempenham papel fundamental da garantia da vida econômica do Estado.

“Importante ressaltar o trabalho de nossos filiados, pois sem eles os recursos poderiam deixar de chegar aos cofres públicos, o que prejudicaria a chegada de benefícios a nossa população”, enfatizou o presidente.

A área técnica da categoria também é lembrada por Chiquinho “com grande e expressiva representatividade”. “E isso vem em reconhecimento de todas as políticas que temos a oportunidade de discutir benefícios em favor da comunidade”, finalizou.