Menu
segunda, 30 de novembro de 2020
Geral

Dona de casa morre depois de cirurgia de redução das mamas

Redução de Mama

02 novembro 2013 - 16h50Por G1

Uma dona de casa de 33 anos morreu, na madrugada deste sábado (2), seis horas depois de receber alta do Hospital Santa Filomena, em Rio Claro (SP), onde fez uma cirurgia estética de redução das mamas. A família suspeita de erro médico e recorreu à Polícia Civil para investigar o caso, que foi registrado como morte suspeita. O hospital não se manifestou.

Marlene Cardoso de Souza passou por cirurgia na manhã de sexta-feira (1º) e teve alta por volta das 22h. Durante a madrugada do sábado ela passou mal e foi levada de volta ao hospital onde faleceu.

“O marido dela me falou que ela ainda estava grogue da anestesia quando teve alta e foi para casa. De madrugada ela acordou com falta de ar e muitas dores”, contou o amigo da família, Girlano Pinheiro Ramalho.

A família pediu autópsia do corpo porque acredita que houve erro médico. “Nós desconfiamos porque o hospital queria registrar como morte natural e não queria liberar o corpo para autópsia”, relatou Ramalho.

Segundo ele, a mulher tinha trombose hereditária, mas passou por todos os exames antes da cirurgia estética. No laudo da morte consta parada cardiorrespiratória e problemas no pulmão, conforme falou Ramalho.

Sem retorno

O Hospital Santa Filomena foi procurado, na manhã deste sábado, mas informou que não havia ninguém no local que pudesse falar sobre o assunto.

Leia Também

Adolescente de 17 anos morre em batida entre motos em assentamento de Nova Andradina
Interior
Adolescente de 17 anos morre em batida entre motos em assentamento de Nova Andradina
Sebastião Melo vence comunista Manuela D’ávila em Porto Alegre
Geral
Sebastião Melo vence comunista Manuela D’ávila em Porto Alegre
Bruno Covas derrota Guilherme Boulos com diferença de quase 20% em SP
Geral
Bruno Covas derrota Guilherme Boulos com diferença de quase 20% em SP
Disputa pela presidência da Câmara de Campo Grande já tem três nomes
Política
Disputa pela presidência da Câmara de Campo Grande já tem três nomes