Menu
segunda, 17 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Geral

Enfermeira é agredida com soco e arranhões por acompanhante de paciente

Agressora ficou com raiva pela demora no atendimento e descontou na profissional

04 janeiro 2022 - 17h18Por Diana Christie

Enfermeira, que teve a identidade preservada, foi agredida com um soco e arranhões durante atendimento na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Recanto das Emas, no Distrito Federal. As informações são do jornal Metrópoles.

Segundo a vítima, a acompanhante de uma paciente classificada com a cor laranja estava muito irritada, cobrando atendimento. No entanto, a unidade estava com falta de médicos e os casos gravíssimos estavam sendo priorizados.

“No que eu virei para poder guardar o glicosímetro, que é o aparelho verificador de glicemia que eu tinha visto para a mãe dela, recebi um soco no rosto. E ela falou para mim: ‘Isso é o que você merece'”, contou a enfermeira.

O segurança e a equipe médica da unidade intervieram e começou uma confusão generalisada. A profissional de saúde sofreu arranhões pelo corpo. O caso foi encaminhado para a 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas).

“Eu acredito que, se o segurança não estivesse lá, eu teria sido espancada mesmo”, desabafou. A profissional de saúde fez exame de corpo delito e registrou ocorrência. “A gente vê nas reportagens isso acontecendo direto, mas nunca imagina isso acontecendo com a gente”, lamentou a enfermeira, que agora está de atestado.

De acordo com a vítima, a classificação de risco da paciente seguiu o protocolo de atendimento. “Eu estou me sentido muito vulnerável. Eu vou ter de voltar para o meu ambiente de trabalho, para a classificação de risco. A gente escuta xingamento, ameaça, mas, desta vez, aconteceu. Como eu vou voltar? É muito difícil”, pontuou.

Na delegacia, a acompanhante da paciente negou ter agredido a enfermeira.