ALMS junho neocom
Menu
sábado, 19 de junho de 2021
CONFLITO  18 A 20/06/21
Geral

'Entrei em desespero', diz prima de menino de 6 anos eletrocutado durante ventania

Adrian Cardozo, de seis anos, teve 60% do corpo queimado e está em 'estado muito grave', segundo o pai

01 maio 2019 - 13h47Por G1/RJ

A prima do menino de seis anos, que está com 60% do corpo queimado depois de ser eletrocutado, descreveu o momento de desespero ao ver a criança naquela situação.

Adrian Cardozo da Silva estava no quintal de uma vizinha no bairro Almerinda, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, quando foi atingido por um fio de alta tensão no último domingo (28).

“Eu vi uma fumaça muito forte, meio preta, e dei a volta na varanda para ver o que era. Quando vi que era uma criança, comecei a entrar em desespero e pedir socorro. Minha irmã pegou a vassoura, batemos no fio até o fio soltar. O fio soltou e eu consegui puxar ele, peguei no colo e pedimos socorro”, disse Danielle Rosa.

O menino está em coma no Hospital Estadual Alberto Torres, também em São Gonçalo. De acordo com a direção da unidade hospitalar, o estado de saúde de Adrian é grave.

A Companhia de Energia ENEL disse, em nota, que entrou em contato com a família para oferecer assistência. A empresa também informou que arcaria com as despesas para que a criança fosse transferida para um hospital particular, mas, como o estado de saúde dele é muito grave, não é possível fazer a transferência.

"A situação dele é muito grave. A médica está lutando, ele lutando, pela vida dele", disse o pai de Adrian, Alexandre Cardozo, em entrevista ao Bom Dia Rio nesta quarta-feira (1º).

A ENEL disse ainda que vai apurar as circunstâncias e lamentou o acidente.