TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
quinta, 02 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Geral

Estadual: Corumbaense empata e segue sem vencer em casa

06 março 2016 - 14h29Por Diário Corumbaense

O Corumbaense continua sem vencer no estádio Arthur Marinho. No sábado, 05 de março, o alvinegro pantaneiro enfrentou o Naviraiense e só empatou. Foi a terceira partida em seus domínios e o retrospecto não é nada positivo para o time da General Rondon. Dos nove pontos disputados em Corumbá, somou apenas dois. Perdeu para o Águia Negra e empatou com Ivinhema e agora com a equipe de Naviraí. A única vitória foi contra o Sete de Dourados, lá no Douradão, em jogo válido pela segunda rodada da Série A.


O Corumbaense abriu o marcador aos 21 minutos no rebote de uma cobrança de pênalti. Keverson cobrou, o goleiro do Naviraiense defendeu, mas a bola sobrou para Jhony que mandou para a rede. O empate do Jacaré do Cone Sul veio aos 30 minutos da etapa final, após Carlos Eduardo receber livre na área e chutar para o gol. A partida teve público pagante de 1.685 torcedores e renda de R$ 20.654,00.


O empate deixou o Carijó da Avenida em quarto lugar com 5 pontos. Mesma pontuação do Naviraiense, que está na quinta colocação, mas tem uma partida a mais. Os dois próximos compromissos do Corumbaense serão fora de casa. Na quinta-feira, dia 10, enfrenta o Aquidauanense no estádio Jacques da Luz, em Campo Grande, às 15 horas. Depois, na quarta-feira, 16, vai a Rio Brilhante encarar o Águia Negra.


Para o volante Cí, o time não pode "ficar lamentando" o resultado. Agora é pensar no próximo adversário e numa vitória. "Fizemos um bom primeiro tempo, mas no segundo deixamos a desejar. Não podemos ficar lamentando, agora é foco total no Aquidauanense. Vamos respeitando o adversário, mas querendo vencer. Vamos trabalhar nesse pouco tempo para chegar lá e buscar a vitória", disse.


Gilmar Calonga, técnico do alvinegro, viu uma partida com muita oscilação do Carijó diante do Naviraiense. Para ele, a ansiedade de vencer em casa vem atrapalhando o time, mas o elenco "é forte" e o grupo quer uma vitória na quinta-feira para se manter na zona de classificação para a segunda fase.


"Oscilamos bastante, jogamos 60% da partida com um atleta a mais e não soubemos tirar proveito disso. Nossa posse de bola não correspondeu com o que pedi, foram muitos passes errados. Chegamos até com certa facilidade à linha de fundo, mas na hora de finalizar a jogada não tínhamos ninguém para concretizar essa finalização. Treinamos, conversamos e instruímos a equipe, mas dentro de campo, principalmente nos jogos aqui, não temos correspondido. Quando a equipe leva gol todos querem resolver individualmente e não dá certo. O elenco é forte, talvez essa ansiedade de vencer em Corumbá atrapalhe. É trabalhar, tem jogo na quinta e precisamos da vitória para continuarmos entre os quatro classificados", afirmou o treinador.