Maracaju III agosto verde 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
quarta, 17 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
Dengue agosto
Geral

Foragido da Justiça: suspeito de atentado ao Porta dos Fundos é filiado ao PSL

Ele é integrante da sigla desde 2001 e é apontado como autor do crime

31 dezembro 2019 - 18h28Por Rayani Santa Cruz

Foragido da Justiça, Eduardo Fauzi Richard Cerquise, o principal suspeito de ter participado do atentado contra a sede do Porta dos Fundos,é filiado ao PSL desde 2001. Segundo Polícia, o suspeito possui mais de 15 anotações criminais, sendo que em 12 ele é apontado como autor. Cerquise é presidente da Frente Integralista Brasileira (FIB) no Rio de Janeiro e no momento é considerado foragido pela polícia.

As informações são do site Congresso em Foco informação de que o suspeito é presidente do FIB no Rio de Janeiro consta no site da própria instituição, em matéria publicada em setembro deste ano.

Munições, computador, e um simulacro de arma de fogo foram apreendidos em operação na manhã desta terça-feira (31). Também foram encontrados livros de entidades filosóficas que defendem o cristianismo e a família e foram apreendidos.
Eduardo Fauzi agrediu, em 2013, o secretário de Ordem Pública do Rio de Janeiro.

Ataque

A Frente Integralista Brasileira (FIB) afirmou na última quarta-feira (25) que não tem relação com os três homens que assumiram a autoria do ataque à produtora do Porta dos Fundos na véspera de Natal. "O grupo em questão é desconhecido pela FIB e não possuímos com ele qualquer relação", disse em nota.

Um dia após o crime, um vídeo de três supostos membros do integralismo, doutrina brasileira inspirada no fascismo, que ganhou relevância no meio do século XX, surgiu nas redes sociais, assumindo a autoria do crime.

"A justiça burguesa, covarde e corrupta, vendida para o grande capita, luta contra o povo, mas quando a Revolução Integralista vier, todos estarão condenados ao justiçamento revolucionário", dizem na gravação.

De acordo com a FIB, o manifesto integralista elaborado por Plínio Salgado proíbe o uso de máscaras para fins de militância, como as utilizadas pelos homens no vídeo.

"O uso de máscaras para tais fins é, com efeito, uma atitude anti-integralista. Aliás, nosso Manifesto-base, o Manifesto de Outubro, de Plínio Salgado, assim afirma: 'A nossa campanha é cultural, moral, educacional, social, às claras, em campo raso, de peito aberto, de cabeça erguida. Quem se bate por princípios não precisa combinar cousa alguma nas trevas. Quem marcha em nome das ideias nítidas, definidas, não precisa de máscaras'.

Eles afirmam ainda que o vídeo não teve sua autenticidade comprovada e, por isso, não descartam " a possibilidade de ter sido um material forjado com o fim de incriminar os Integralistas."

(Com informações do Congresso em Foco)