Menu
sexta, 04 de dezembro de 2020
Geral

Ganhador de R$ 80,5 milhões da Mega-Sena já retirou prêmio

Mega-Sena

08 novembro 2013 - 14h22Por da redação

O apostador de Mauá, na Grande São Paulo, que ganhou R$ 80,5 milhões do concurso 1.545 da Mega-Sena nesta quarta (6), já retirou o prêmio milionário hoje (7), um dia após o sorteio. O bilhete sorteado, segundo a Caixa Econômica Federal, foi vendido na lotérica Castelo Branco, no bairro Jardim Zaira.

O prêmio foi o maior do ano e o terceiro maior da história do concurso. Os números que tornaram o apostador milionário foram: 04 - 06 - 11 - 24 - 45 - 48.

O maior prêmio regular pago até hoje, que não leva em conta a Mega da Virada, foi de R$ 119 milhões em outubro de 2010. O ganhador foi um apostador da cidade gaúcha de Fontoura Xavier. Em setembro do mesmo ano, a Mega Sena pagou R$ 90 milhões, o segundo maior prêmio da história. Sete apostadores, um do Rio e os outros do Estado de São Paulo, levaram R$ 13,2 milhões cada um.

Com o dinheiro, é possível comprar 80 imóveis de R$ 1 milhão cada um, uma frota de 625 carros de luxo ou 120 iates.

Outras 680 pessoas fizeram a quina e levaram R$ 13.845,79, cada. A quadra saiu em 45.410 bilhetes, que ganharam R$ 296,19.

O próximo sorteio da Mega-Sena será realizado na noite deste sábado (9). O prêmio está estimado em R$ 2,8 milhões.

A aposta mínima custa R$ 2 e pode ser feita até as 19h do dia do concurso em qualquer uma das mais de 12.600 lotéricas espalhadas pelo país.

Leia Também

Ao comentar sobre alta na conta de luz, Bolsonaro pede banho rápido à população
Geral
Ao comentar sobre alta na conta de luz, Bolsonaro pede banho rápido à população
Arrendatários de fazenda são presos por crime ambiental e explorar trabalhadores em Nioaque
Interior
Arrendatários de fazenda são presos por crime ambiental e explorar trabalhadores em Nioaque
Blogueiro russo é suspeito de trancar mulher semi-nua no frio e transmitir morte dela ao vivo
Geral
Blogueiro russo é suspeito de trancar mulher semi-nua no frio e transmitir morte dela ao vivo
Executado no Noroeste, Edilson dos Anjos 'fez o inferno' quando cumpriu pena em Goiás
Cidade Morena
Executado no Noroeste, Edilson dos Anjos 'fez o inferno' quando cumpriu pena em Goiás