Menu
Busca quarta, 05 de agosto de 2020
Linha de frente - compet
Geral

Dossiê nuclear iraniano prevê a redução das sanções internacionais ao Irã

Discussão

08 novembro 2013 - 09h19Por Da Redação

Israel rejeitou o acordo que está em discussão, em Genebra (Suiça), sobre o dossiê nuclear iraniano que prevê a redução das sanções internacionais ao Irã disse, hoje (8), o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

O Irã e o Grupo dos 5+1 - Estados Unidos, Rússia, China, Reino Unido, França e Alemanha - estão reunidos em Genebra para mais uma rodada de negociações sobre o programa nuclear iraniano, contestado pelo Ocidente por receio que seja usado para fabricar bombas nucleares, mas Teerã reafirma que a produção destina-se apenas a fins pacíficos.

No centro das discussões “muito complexas” estará uma proposta do Irã de redução das sanções econômicas que o ocidente impôs ao país, de acordo com os negociadores, mas não são conhecidas as contrapartidas exigidas a Teerã.

Na quarta-feira (6), o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irã, Mohammad Javad Zarif, excluiu a possibilidade de Teerã acabar com a produção de urânio, mas disse que seria possível um acordo. Depois do encontro com Netanyahu, John Kerry viaja para Genebra, onde se encontra com a chefe da diplomacia da União Europeia, Catherine Ashton. Também o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Laurent Fabius, participará das negociações.

Leia Também

Juiz marca audiência de conciliação antes de decidir sobre lockdown em Campo Grande
Cidade Morena
Juiz marca audiência de conciliação antes de decidir sobre lockdown em Campo Grande
Ator Gésio Amadeu, sucesso como o 'Chef Chico' de Chiquititas, morre de covid
Geral
Ator Gésio Amadeu, sucesso como o 'Chef Chico' de Chiquititas, morre de covid
Sem provas, Revista garante que Bolsonaro pensou em invadir STF
Geral
Sem provas, Revista garante que Bolsonaro pensou em invadir STF
ABSURDO: denúncia diz que ambulâncias de Ribas estão sem combustível há dois dias
Interior
ABSURDO: denúncia diz que ambulâncias de Ribas estão sem combustível há dois dias