Menu
sábado, 26 de setembro de 2020
Geral

Joelma revela que ajoelhou e jejuou para perdoar Ximbinha

Cantora deu detalhes no programa do jornalista Raphael Acioli

20 maio 2019 - 15h14Por Da redação/Meia Hora

Joelma ajoelhou e jejuou para perdoar Ximbinha. Foi isso o que ela contou em entrevista ao programa 'Trago Verdades', do jornalista Raphael Acioli, que entra no ar nesta segunda-feira à noite no Youtube. A informação é da colunista Fábia Oliveira, do Jornal O Dia.

"Já perdoei. Foi difícil porque eu lembro que comecei a sentir muita coisa ruim dentro de mim, e eu disse pra Deus que precisava perdoar e pedi ajuda, porque eu não conseguia. Fiquei três noites de joelhos chorando e disse: 'eu não quero isso dentro de mim porque está me fazendo mal', contou a cantora. Joelma ainda explicou como tomou a decisão de fazer o jejum. "Recebi uma mensagem de uma pastora de Belém. Ela disse para eu fazer sete dias de jejum, e no final de cada jejum apresentar um copo com água, porque a água na Bíblia representa o Espírito Santo. E falou que quando eu tomasse essa água, dizer assim: 'Deus, que essa água, que representa o Espírito Santo, amoleça o mal que está dentro de mim, que está petrificado dentro de mim'. E assim eu fiz. No sétimo dia eu consegui perdoar, graças a Deus", disse a cantora.

No final, Raphael pergunta se ela voltaria com ex se essa fosse uma vontade do Espírito Santo. A resposta você confere no 'Trago Verdades'.

Leia Também

Brasil registra 869 novas mortes nas últimas 24 horas
CORONAVÍRUS
Brasil registra 869 novas mortes nas últimas 24 horas
Primeiro castramóvel chega em janeiro e vai atender bairros mais vulneráveis em Campo Grande
Cidade Morena
Primeiro castramóvel chega em janeiro e vai atender bairros mais vulneráveis em Campo Grande
Em dois anos, MS ganha 54 mil eleitores e mulheres definem eleição
Cidade Morena
Em dois anos, MS ganha 54 mil eleitores e mulheres definem eleição
Bebê com atrofia muscular morre após campanha para importar remédio de cerca de R$ 11 milhões
Geral
Bebê com atrofia muscular morre após campanha para importar remédio de cerca de R$ 11 milhões