TCE MAIO
(67) 99826-0686

Portuguesa cai para a Série B ao ser punida pelo STJD e Fluminense fica na 1ª Divisão

Decisão

27 DEZ 2013
Carlos Guessy
13h36min
A diretoria do clube paulista já confirmou que entrará com recurso no Pleno do STJD, que deve ser julgado até o dia 27 de dezembro. Foto: Reprodução

A 40ª rodada do Campeonato Brasileiro de futebol aconteceu nesta sexta-feira. Semanas depois daquela que foi ironicamente chamada de "39ª rodada" em julgamento que havia tirado quatro pontos da Portuguesa e livrado o Fluminense do rebaixamento, o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) rejeitou o recurso do clube paulista e decidiu que a punição dada anteriormente deveria ser mantida.

Assim, a equipe carioca se mantém na Série A, enquanto o time lusitano disputará a segunda divisão em 2014.

Na ocasião da infração, de acordo com o STJD, o meio-campista Héverton, da Portuguesa que foi expulso na derrota fora de casa para o Bahia por 1 a 0, pela 36ª rodada não poderia ter atuado diante do Grêmio por ainda ter de cumprir um jogo de suspensão, já tinha cumprido um diante da Ponte Preta, em triunfo por 2 a 0.

Mesmo assim, ele foi normalmente a campo contra os gaúchos, pela última rodada, ao entrar a 13 minutos do fim.

O jogo praticamente não tinha valor na tabela de classificação, uma vez que a Portuguesa possuía poucas chances de rebaixamento, e o Grêmio estava assegurado na vice-liderança do Brasileiro.

A punição ao clube paulista previa perda de quatro pontos, em resultado obtido ainda no primeiro julgamento, o que levou a equipe paulista à zona da degola com 44 pontos, dois a menos que o Fluminense, clube beneficiado com o resultado e, assim, com a permanência na Série A. A punição foi mantida nesta sexta-feira.

Dessa forma, o Fluminense continuou com o "benefício" de permanência na Série A, em "virada de mesa" que acontece pela terceira vez envolvendo a equipe das Laranjeiras.

O time havia se salvado da queda em 1997, quando caiu no ano anterior, mas acabou ficando na primeira divisão depois de imbróglio jurídico envolvendo outras agremiações, e foi igualmente beneficiado em 2000, quando pulou da Série C, no qual foi campeão, à Série A após se aproveitar de entrevero nos tribunais envolvendo o Gama.

Veja também