Menu
sábado, 31 de outubro de 2020
Geral

Estádios recebem vistorias da Fifa e COL antes da Copa do Mundo

Copa 2014

16 janeiro 2014 - 14h05Por Agência Brasil

Com inicio da Copa do Mundo se aproximando representantes do Comitê Organizador Local (COL) e da Federação Internacional de Futebol (Fifa) fizeram hoje (16) a última visita conjunta ao Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã.

As dependências foram vistoriadas por 70 pessoas nas 19 áreas do estádio e discutiram melhorias operacionais e adaptações logísticas a partir da experiência com a Copa das Confederações, considerada um evento teste.

"Não há o que mudar, e sim o que melhorar ou aumentar. O objetivo é analisar as estruturas da Copa das Confederações, que funcionarão de forma diferente ou maior na Copa do Mundo", disse Tiago Paz, gerente-geral de integração operacional do COL. Apesar de ser a última visita conjunta, o estádio deve continuar a ser vistoriado pelos órgãos envolvidos na copa separadamente, tornando as visitas praticamente diárias, explicou Tiago Paz.

O mesmo tipo de vistoria será feita aos outros cinco estádios usados na competição do ano passado. O primeiro será a Arena Castelão, de Fortaleza, amanhã (17), seguido pela Arena Pernambuco, em Recife, no dia 18, e a Arena Fonte Nova, em Salvador, no dia 20. O Estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão, será vistoriado no dia 21, e o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha encerrará o ciclo de visitas no dia 22. Os outros seis estádios que sediarão jogos da Copa - de São Paulo, Manaus, Belém, Curitiba, Porto Alegre e Natal - serão visitados em março.

Uma das principais preocupações em termos de adaptação é a Vila de Hospitalidade, que vai atender aos convidados de patrocinadores, antes e depois dos jogos, com serviços como banheiro e alimentação. No caso do Maracanã, o equipamento ficará na Avenida Visconde de Niterói, do outro lado da linha do trem, e será construída com estruturas provisórias em frente à Quinta da Boa Vista, em área cedida pelo Exército.

Outras adaptações dizem respeito à recepção de autoridades e acomodação da imprensa, que virão em maior número que na Copa das Confederações. Para os jornalistas, haverá ampliação do centro de mídia em 300 lugares . Além disso, a tribuna da imprensa, usada durante os jogos, terá 2,1 mil lugares, em vez dos 1,6 mil que tinha na competição anterior.

O Comitê Organizador Local e a Fifa assumirão o controle do estádio 21 dias antes do jogo Argentina e Bósnia, em 15 de junho, o primeiro sediado no Maracanã. Até lá, ele continua a receber jogos locais, como os do campeonato carioca, que começa ainda neste mês. Durante o período, a Fifa e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) "discutirão continuamente" a quantidade de jogos que o estádio vai receber por mês, mas a decisão caberá ao órgão brasileiro, segundo Chris Unger, chefe do departamento de operações da Fifa para a Copa do Mundo de 2014.

Estruturas que deveriam ser demolidas, mas foram mantidas após manifestações populares, como o Parque Aquático Júlio Delamare e o Estádio de Atletismo Célio de Barros, também serão usadas durante a competição. O parque será usado como local de preparação de dançarinos e voluntários na final, e o segundo centro esportivo abrigará equipamentos e material da área de segurança.

Leia Também

Atentado a tiros deixa homem morto e um ferido em avenida de Ponta Porã
Interior
Atentado a tiros deixa homem morto e um ferido em avenida de Ponta Porã
Servidor histórico apresenta propostas para desburocratizar ‘máquina’ de Campo Grande
Política
Servidor histórico apresenta propostas para desburocratizar ‘máquina’ de Campo Grande
PM mata homem em confusão envolvendo segurança de conveniência na Vila Rica
Cidade Morena
PM mata homem em confusão envolvendo segurança de conveniência na Vila Rica
Barbárie: três pessoas são executadas a tiros de grosso calibre no Jardim Sumatra
Cidade Morena
Barbárie: três pessoas são executadas a tiros de grosso calibre no Jardim Sumatra