TJMS JANEIRO
Menu
domingo, 23 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Geral

Mudanças climáticas têm elevado índices de mortalidade de frangos

13 dezembro 2015 - 09h05Por Universo Agro

Os impactos das mudanças climáticas podem afetar fortemente as criações de frangos. Pesquisas mostram que animais adultos são sensíveis ao calor e apresentam elevada mortalidade quando a temperatura ambiente ultrapassa os 38°C. 

 

O estresse ocasionado é responsável por perdas significativas no rendimento dos animais, o que provoca diminuição do peso corporal e aumento de mortalidade. Essas aves têm seu máximo desenvolvimento entre 18 e 20°C, apresentando temperatura média da superfície da pele ao redor de 33ºC e temperatura interna de 41ºC. Soluções como aclimatação, melhoramento genético e tecnologias relacionadas à infraestrutura das granjas são pesquisadas por cientistas.

Um estudo, realizado por pesquisadores da Faculdade de Engenharia Agrícola da Universidade Estadual de Campinas (Feagri/Unicamp) no Estado de São Paulo, mostrou que temperaturas diárias acima de 32ºC foram consideradas extremas. O estudo também descobriu que as médias registradas das temperaturas mínimas são bons indicadores de risco. Com esses números, é possível prever aumento ou redução de risco para a atividade caso as médias subam ou desçam, ao longo do tempo.