Menu
segunda, 21 de setembro de 2020
Geral

Mulher que acusa Neymar fala sobre noite com o jogador: 'Fui vítima de estupro'

Najila falou pela primeira vez com a imprensa

05 junho 2019 - 20h30Por Meia Hora
Mulher que acusa Neymar fala sobre noite com o jogador: 'Fui vítima de estupro'

A mulher que acusa o jogador Neymar de estupro concedeu entrevista ao jornalista Roberto Cabrini, do SBT, nesta quarta-feira. Parte dessa conversa foi exibida pelas redes sociais da emissora e também no "Jornal do SBT", sendo que a íntegra estará no programa "Conexão Repórter" da próxima segunda-feira (10).

Na conversa, Najila Trindade admitiu que foi vítima de estupro por parte de Neymar. "Fui vítima de estupro. Agressão, juntamente com estupro". A moça disse ainda que o jogador pagou a passagem de avião e as despesas do hotel na capital francesa:

"Conversei com ele como uma pessoa comum, era um intuito sexual, um desejo meu. Ficou até claro para ele isso. Ele perguntou quando eu poderia ir e eu disse que não poderia por questões financeiras e trabalho. E ele disse que poderia resolver isso". 

Najila detalhou como foram as agressões sofridas no quarto e contou qual foi o motivo principal da briga. "Eu perguntei: Você trouxe preservativo? Ele disse que não. Então eu falei que não iria acontecer nada ali naquele momento. Aí ele me virou de costas e começou o ato, eu pedi para ele parar e ele continuou batendo na minha bunda, violentamente"

 

Leia Também

Brasil registra 739 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas
CORONAVÍRUS
Brasil registra 739 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas
Papy é flagrado em reunião com comes e bebes e explica: encontro da igreja
Política
Papy é flagrado em reunião com comes e bebes e explica: encontro da igreja
Vídeo: tentando imitar cena de filme, jovem pula em cima de automóveis, cai e quebra a perna
Geral
Vídeo: tentando imitar cena de filme, jovem pula em cima de automóveis, cai e quebra a perna
Filho morre  de covid-19 oito horas após a mãe em Santa Catarina
CORONAVÍRUS
Filho morre de covid-19 oito horas após a mãe em Santa Catarina