TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

ONU ataca condições de trabalho em obras da Copa no Brasil

Copa 2014

2 DEZ 2013
Redação
19h54min
Divulgação

A ONU declara estar “preocupada” com a situação dos operários nas obras da Copa do Mundo e das Olimpíadas no Brasil e alerta para as violações de direitos humanos registrados na preparação dos grandes eventos esportivos no País.


“Estou preocupada com as alegações de violações em relação aos grandes eventos esportivos (Copa e Olimpíada), principalmente no que se refere à expulsão de pessoas de suas casas e as condições de trabalhadores”, declarou Navi Pillay, a Alta Comissária de Direitos Humanos da ONU.


Para marcar os 20 anos da Cúpula da ONU para Direitos Humanos, comemorada na semana que vem, a entidade apresentou hoje uma avaliação da situação da violação em diversos países e, poucos dias depois da morte de dois operários na construção do Itaquerão, o assunto foi alvo de uma declaração da número 1 das Nações Unidas.


Informes realizados pela entidade nos últimos meses mostraram um número importante de famílias que foram obrigadas a deixar suas casas para dar lugar às obras da Copa, além de registros de condições inadequadas dos trabalhadores de muitos estádios.


Pillay ainda deixou claro que está preocupada com os registros de um número significativo de mortes nas obras para a Copa do Mundo de 2022 no Catar. “Os números são alarmantes”, declarou Pillay.


Nos últimos meses, o Brasil tem manobrado resoluções na ONU justamente para defender o impacto dos grandes eventos esportivos na defesa de direitos humanos. Nas resoluções aprovadas, o governo insiste em apontar que princípios de direitos humanos são respeitados e promovidos na preparação da Copa e Jogos Olímpicos.

Fonte: O Estado de São Paulo

Veja também