TCE MAIO
(67) 99826-0686

Osmar Prado relembra luta contra câncer: 'Guardei a máscara da quimio'

No ar como o político Pompeu Queiroz, de 'Nada Será Como Antes', ator diz que mudou hábitos após doença: 'Atenção maior ao corpo'

26 OUT 2016
Ego
09h37min
Foto: Roberto Teixeira / EGO

Com quase 70 anos, Osmar Prado vive na TV um novo papel de destaque em sua carreira e também uma fase mais saudável em sua vida. No ar como o político Pompeu Queiroz, do seriado "Nada Será Como Antes", da Globo, o ator conta em entrevista ao EGO que está mais atento ao corpo após se recuperar de uma luta contra um câncer na garganta, em 2013. Com a ajuda da mulher, Vânia Pacheco, ele diz ter mudado seus hábitos alimentares e se classifica como um "quase vegetariano": "Evito ao máximo comer carne vermelha. Tenho comido, no máximo, peixe".

Na época de sua recuperação, entre 2013 e 2014, a doença não impossibilitou que Osmar trabalhasse. O ator estava iniciando as gravações da série "Amores Roubados".

"Digo que tive um câncer leve até. Fui para a gravação da minissérie usando gaze da primeira cirurgia. Gravei em Petrolina (no sertão de Pernambuco) toda a parte externa do meu personagem, depois parei um mês e meio esperando as gravações de estúdio e, nesse intervalo, fiz uma segunda cirurgia na garganta e mais trinta sessões de radioterapia e três de quimioterapia", conta o ator, que chegou a pesar 53kg em 2013: "Nem eu me reconhecia naquela época".

Atualmente, com nove quilos a mais, Osmar conta que o câncer não o traumatizou e que se sente um vitorioso por ter se recuperado. "Tive o apoio fantástico da mulher, das minhas filhas, dos meus parentes mais próximos. Eles realmente fecharam comigo. Da doença, guardei a minha máscara de quimioterapia, de lembrança. Tem gente que joga fora e não quer saber mais do assunto, mas guardei a minha como lembrança da minha recuperação", comemora.

Entre os novos hábitos saudáveis, Osmar também se tornou adepto dos exercícios físicos, como caminhada e pilates. "E me preocupo mais do que nunca com a alimentação. Estou bem mais saudável e bem mais atento ao meu corpo", diz o ator, garantindo não ter medo da morte: "Não posso ter medo daquilo que não conheço, tenho é medo do sofrimento".

Menos polêmico e brigão

Com orgulho de suas origens italianas e espanholas, Osmar Prado admite gostar de uma boa briga e também garante que não deixa de falar o que pensa por risco de se envolver em polêmicas. Porém, ao avaliar sua postura atual em relação a assuntos que não concorda, o ator garante estar menos polêmico e brigão. Está "mais leve", como ele mesmo classifica.

“Não costumo levar desaforos para casa, costumo responder mesmo e não fugir de brigas. Não sou a favor da briga física, mas sim de falar das discordâncias de ideias. Muitas situações em que me envolvi foram inevitáveis. Até poderia ter ficado mais quieto na vida, mas não com o meu temperamento. Acho até que, se tivesse treinado, teria sido um bom boxeador", afirma Osmar, se divertindo com a declaração.

"Estou menos brigão porque estou com o prazo de validade quase vencendo. E acho também que, depois que fiquei doente e me recuperei, tenho que levar a vida de forma mais leve", diz, bem-humorado.

 

Veja também