(67) 99826-0686
REFIS FEV.

Parceria efetiva implantação de Centro do Gado Leiteiro da UEMS

O reitor da UEMS, professor Fábio Edir dos Santos, afirmou que a parceria é histórica

25 SET 2016
Da Redação / NotíciasMS
09h49min
Foto: Divulgação / Assessoria

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) firmou convênio com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Produção e Agricultura Familiar (SEPAF), para efetivar a implantação do Centro de Excelência do Gado Leiteiro, na unidade universitária de Aquidauana. A assinatura do termo de cooperação técnica foi realizada em Campo Grande.

O reitor da UEMS, professor Fábio Edir dos Santos, afirmou que a parceria é histórica. “Ela representa o reconhecimento da Universidade e do Centro de Pesquisa e Tecnologia na cadeia produtiva do leite, que já vem, há muito tempo, mostrando a importância do trabalho e atuando, principalmente, junto aos pequenos produtores de leite”.

De acordo com o coordenador do centro, professor Marcus Vinícius Morais de Oliveira, a unidade de pesquisa já existe, mas, por meio do convênio, terá a estrutura reforçada.

Atualmente, o centro possui uma área de atividades de 49 hectares, dividida em piquetes rotacionados de meio hectare, onde ocorre a criação de gado Girolando.  Também possui uma área voltada para o desenvolvimento de pesquisas, no que tangem à criação de bezerros, novilhas e vacas. Dessa mesma estrutura faz parte um galpão para experimentos em confinamento com baias individuais para 28 animais, um bezerreiro para 30 animais, área de confinamento para vacas com capacidade para 10 unidades, silos, sala de ordenha automatizada e troncos de contensão de animais com sistema anti-stress.

Segundo o coordenador, a operacionalização do trabalho se dará por uma equipe treinada, formada por profissionais capacitados nas áreas de reprodução, sanidade, nutrição de bovinos leiteiros, manejo de pastagens e qualidade do leite.

Ainda segundo o reitor da UEMS, “o trabalho desenvolvido no centro tem como origem o atendimento aos criadores de gado pantaneiro, mas com o fortalecimento, se tornará uma alternativa para todos os produtores de Mato Grosso do Sul e, certamente, elevará a cadeia produtiva do leite a um patamar desejado para todo o Estado”.

Além do reitor da UEMS e do coordenador do centro, participaram da assinatura do convênio o secretário Fernando Lamas, da SEPAF, o professor Eloi Panachiki, gerente da unidade da UEMS de Aquidauana, e a professora Dirce Ferreira Luz, do Centro de Pesquisas da UFMS em Aquidauana.

Fortalecimento da cadeia produtiva de leite

O titular da SEPAF, Fernando Lamas, afirma que os maiores beneficiados com a parceria serão os produtores de Mato Grosso do Sul. “Por ser a UEMS uma instituição detentora de know how, do ponto de vista de geração de tecnologias para a produção de leite, ao associar-se ao Estado, conseguiremos transferir esse conhecimento para o produtor, que passará a ter acesso às tecnologias indispensáveis para a sustentação da atividade leiteira. Não devemos nos esquecer que esta é uma atividade que tem elevada importância econômica e social para o Estado”, avaliou.

De acordo com o coordenador do centro, todo produtor de leite poderá ser beneficiado, “uma vez que as tecnologias a serem desenvolvidas, em termos de pesquisas, vão ser, simultaneamente, replicadas em nível de campo por meio de assessorias técnicas e treinamento de profissionais que trabalham com o leite”.

Ainda segundo Oliveira, por se tratar de uma Universidade, há a previsão de criação de novos cursos de pós-graduação “Latu Sensu”. “Com o fortalecimento do centro teremos a capacidade de oferecer cursos na área de pecuária leiteira, beneficiamento do leite e, até mesmo, manejo de pastagens e nutrição do gado leiteiro”.

Veja também