Menu
Busca segunda, 16 de dezembro de 2019
Geral

Professor pede redação sobre sexo oral e anal para alunos e revolta pais no Distrito Federal

No quadro da sala de aula, ele escreveu expressões de sexo explícito para ensinar os alunos

19 novembro 2019 - 10h10Por Nathalia Pelzl

O professor de português, Wendel Santana, de 25 anos, causou polêmica após pedir para alunos uma redação sobre sexo oral e anal. O caso aconteceu em um Centro de Ensino Fundamental, da Asa Norte, no Distrito Federal.

Na semana passada, ele pediu às crianças que fizessem uma redação sobre sexo oral e anal. No quadro da sala de aula, ele escreveu expressões de sexo explícito para ensinar os alunos.

Alguns alunos tiraram fotos do quadro e mostraram aos pais, que se revoltaram com o método do professor. Pelo menos cinco famílias registraram queixa contra o docente na Polícia Civil do DF (PCDF), de acordo com informações do site Jornal de Brasília.

Em sua defesa, o profissional destacou que não recebeu instruções e tratamento adequado por parte da instituição. Ainda segundo ele, o quer foi passado em sala é apenas um exercício de linguagem. 

A Secretaria de Educação do DF informa que o contrato de Wendel será rescindido. Diz, também, que o professor tinha vínculo apenas temporário. “Os estudantes receberão o devido apoio do Serviço de Orientação Educacional”, conclui a pasta.