(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

PF realiza operação para prender quadrilha acusada de desviar R$ 73 milhões da Caixa

Golpe

19 JAN 2014
Agência Brasil
12h49min
Divulgação

Teve início ontem, uma operação realizada pela Polícia Federal (PF) para desarticular uma organização criminosa acusada de desviar cerca de R$ 73 milhões da Caixa Econômica Federal. Cinco pessoas são suspeitas de participar do esquema e foram denunciadas pelo banco estatal. A fraude milionária ocorreu no final de 2013 e é tratada como a maior já sofrida pela instituição.

 

A operação chamada de Éskhara conta com apoio do Ministério Público Federal (MPF) e já interceptou no sábado, um dos principais alvos da operação, identificado em uma rodovia. Os mandados de prisão preventiva, condução coercitiva e de busca e apreensão devem ser cumpridos em Goiás, no Maranhão e em São Paulo.

 

Segundo a PF, a quadrilha usou documentos falsos para abrir uma conta-corrente em uma agência da Caixa de Tocantinópolis (TO). Pouco tempo depois, cerca de R$ 73 milhões foram depositados nessa conta. O dinheiro foi depositado como sendo o pagamento de um prêmio da mega sena que nunca existiu. Por fim, o montante foi transferido para várias contas.

 

Em nota, a PF informou já ter recuperado aproximadamente 70% do total desviado. Durante as investigações, as agentes prenderam o ex-gerente-geral da agência da Caixa em Tocantinópolis.  Ainda de acordo com a PF, um suplente de deputado federal do Maranhão, cujo nome não foi revelado, pode estar envolvido no esquema.

 

Os envolvidos responderão pelos crimes de peculato, receptação majorada e formação de quadrilha, cujas penas somadas, caso condenados, podem chegar a 29 anos de reclusão. Em nota, a Caixa informou apenas que acionou a PF logo após ter constatado a fraude e que continua acompanhando o caso e colaborando com as investigações.

 

Fonte: Agência Brasil

Veja também