Menu
domingo, 09 de agosto de 2020
Linha de frente - compet
Geral

Forças Armadas apontam furo de R$ 13,6 bilhões no orçamento de 2014

Audiência

07 novembro 2013 - 11h22Por Agência Senado

A carência de recursos para gastos estratégicos das Forças Armadas está sendo debatida nesta quinta-feira (7), a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) do Senado, em audiência conjunta com a comissão homônima da Câmara dos Deputados. Participam do encontro os comandantes da Marinha, almirante-de-esquadra Júlio Soares de Moura Neto; do Exército, general-de-exército Enzo Martins Peri; e da Aeronáutica, tenente-brigadeiro-do-ar Juniti Saito.

Em nota técnica encaminhada à comissão, os militares relatam um cenário de extrema penúria, em que apontam uma diferença de aproximadamente R$ 13,6 bilhões entre o que as três armas avaliam como o mínimo necessário para 2014 e os recursos que foram previstos na proposta orçamentária encaminhada ao Congresso. O programado soma cerca de R$ 16,2 bilhões, enquanto as necessidades superam R$ 29,8 bilhões.

Na nota, os militares alertam que os recursos são insuficientes até mesmo para o custeio das atividades de rotina, como a manutenção de equipamentos, e ficam muito distantes de atender aos projetos que fazem parte da Estratégia Nacional de Defesa.

O comandante da Marinha informou que a força foi contemplada com cerca de R$ 5 bilhões, enquanto o adequado seria pelo menos R$ 7 bilhões. Entre as prioridades, Júlio Soares de Moura Neto citou projetos dos programas Amazônia Azul e Prosub, considerados essenciais na estratégia de defesa marítima, inclusive em razão dos interessas nacionais na área do pré-sal.

O Prosub, que prevê a construção de quatro submarinos convencionais e outro de propulsão nuclear, foi mencionado no início da reunião pelo presidente da CRE, senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES). Ele observou que o programa desenvolvido em parceria com o governo francês também inclui uma unidade de fabricação de estruturas metálicas e um complexo de estaleiro e base naval, onde os navios serão mantidos e apoiados, em Itaguaí (RJ).

Leia Também

Em viagem com filho de 4 anos, mulher é flagrada com droga presa ao corpo
Interior
Em viagem com filho de 4 anos, mulher é flagrada com droga presa ao corpo
Ex-Globo, apresentador da Record reage a assalto e apanha no DF
Geral
Ex-Globo, apresentador da Record reage a assalto e apanha no DF
'Jovem de sorriso alegre', dizem amigos na despedida de motociclista
Interior
'Jovem de sorriso alegre', dizem amigos na despedida de motociclista
Taxa de ocupação de leitos de UTI em Campo Grande está em 84%
Cidade Morena
Taxa de ocupação de leitos de UTI em Campo Grande está em 84%