Menu
sábado, 15 de maio de 2021
MS CRESCE PELA VIDA 14 a 18/05/2021
Geral

Venezuelanos vão trabalhar em frigorífico em MS

Grupo de 101 venezuelanos deve chegar amanhã em Campo Grande, vindo de Roraima, o destino final do grupo será o distrito de Indápolis, em Dourados

01 fevereiro 2019 - 16h37Por Redação/assessoria

Grupo de 101 venezuelanos deve chegar amanhã (02) em Campo Grande, vindo de Roraima, o destino final do grupo será o distrito de Indápolis, em Dourados, onde há previsão de trabalharem em um frigorífico da região.

A ação foi denominada de Operação Acolhida, o transporte está sendo responsabilidade do CMO (Comando Militar do Oeste). Ao todo, são 92 homens e nove mulheres.

A ação foi criada para contribuir e melhorar a situação de vulnerabilidade de diversas famílias, pensando em buscar melhores condições de vida em outros Estados. Os envolvidos participam do programa de forma voluntária, e passam por exames e regularização de documentos.

Entre os apoiadores da ação estão Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), da Agência da ONU para as Migrações (OIM), do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Operação Acolhida

A Operação Acolhida é conjunta – composta por representantes da Marinha, Exército e Força Aérea – interagências – com representantes de diversos ministérios do governo federal – e de natureza humanitária – reunindo diferentes organizações não governamentais, agências civis, secretarias estaduais e municipais, Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, entre outros órgãos. A Força-Tarefa Logística Humanitária tem a função de cooperar com os governos federal, estadual e municipal, realizando as medidas de assistência emergencial para acolhimento dos imigrantes que se enquadram nas normas legais. Desta forma, visa recepcionar, identificar, triar, imunizar, abrigar e interiorizar os cidadãos venezuelanos.