Menu
sexta, 23 de fevereiro de 2024 Campo Grande/MS
GOVERNO NOTA PREMIADA FEVEREIRO DE 2024
Geral

Viveria sem internet? Tempestade solar pode deixar mundo incomunicável por meses em 2024

Cientista norte-americano explicou que atividades solares podem causar um 'apocalipse da internet'

14 novembro 2023 - 15h44Por Vinicius Costa

Você seria capaz de viver meses sem utilizar a internet? Se a resposta for não, talvez seja melhor você se preparar para um possível 'apocalipse da internet' que seria ocasionada por enorme tempestade solar no próximo ano, em 2024.

Não entendeu? Calma que a gente te explica. O cientista e professor Peter Becker, da Universidade George Mason, do estado da Virgínia, nos Estados Unidos, apontou em um dos seus estudos que esse fenômeno poderia afetar todo o planeta, prejudicando diretamente a tecnologia no mundo.

"A internet simplesmente não foi projetada para lidar com esse nível de interferência na comunicação. Portanto, o período de 2024 a 2028 é um momento em que toda a Internet poderia ficar desligada por um período de semanas a meses no caso de uma tempestade solar realmente extrema", disse Peter ao site Insider Paper.

Para que essa previsão acontecesse, o cientista explicou para jornal norte-americano que é a primeira vez na história que houve uma convergência entre o aumento da atividade solar com a dependência da internet pelo ser humano. Inicialmente, estudos mostravam que uma atividade solar desse tamanho aconteceria somente em julho de 2025. 

Mas Becker sugere que a fase mais intensa da tempestade será no próximo ano, ainda de acordo com o jornal, conforme a reprodução feita pelo site Metrópoles.

A princípio, o cientista diz que a ejeção de massa coronal do Sol em decorrência da tempestade solar pode se dirigir a outra direção do espaço. Se vier à Terra, contudo, “nos dá cerca de 18 a 24 horas de aviso antes que essas partículas cheguem” ao planeta e “comecem a mexer com o campo magnético”.

Além da internet, a rede elétrica, os cabos de fibra ótica, sistema de navegação como GPS, satélites e equipamentos de comunicação podem sofrer danos que não devem ser reparados por meses.