PREFEITURA DE MARACAJU MARÇO DE 2024
Menu
sexta, 01 de março de 2024 Campo Grande/MS
DENGUE PREFEITURA MARÇO
Nova Alvorada do Sul

Filhas de mulher assassinada a facadas juram amor eterno: 'minha rainha'

Uma delas não consegue entender o porquê esse tipo de crime ainda acontece

03 dezembro 2023 - 09h30Por Thiago de Souza

Dor, revolta e saudades são sentimentos que se misturam no coração de três filhas da Ângela Maria Bonifácio dos Santos, 47 anos, morta pelo ex-companheiro em Nova Alvorada do Sul. Elas juraram amor eterno pela mãe. 

No Facebook, as três exaltaram que o sentimento não se perde com a morte física. 

''Te amarei eternamente Minha Rainha'', disse uma das mulheres. 

Outra prometeu o mesmo: ''Irei te amor para sempre minha mãe’’. Ela refletiu sobre o feminicídio e ainda não entende o porquê isso continua a existir no mundo. 

'' ... esses homens acham que são donos das mulheres, até quando? Hoje eu perdi minha mãe, quantas filhas, irmãs perderam um ente querido dessa forma'', comentou uma das filhas. E completou: 

''Que Deus receba minha mãe em seus braços. Sentirei muita sua falta mãezinha'', concluiu a postagem. 

A terceira que se manifestou na rede social se ateve a dizer: ''Luto mãe''. 

Autor e vítima do feminicídio

Flávio não aceitava fim de relacionamento (Foto: Reprodução Facebook)

Morte 
 
Angela Maria Bonifácio dos Santos, 47 anos, foi morta a facadas, na madrugada deste sábado (2), pelo ex-namorado, Flávio Ferreira Rodrigues, 38 anos, em Nova Alvorada do Sul, a 117 quilômetros de Campo Grande.

Segundo informações do Jornal Alerta Dourados MS, Flávio não aceitava o fim do relacionamento, e passou o dia falando que ia matar sua ex-companheira. 

Na madrugada ele ficou sabendo que Angela estava na casa da filha na Vila Velha, quando chegou e a viu em um bar que fica ao lado da casa.

O agressor foi tirar satisfação com Angela por conta do fim do relacionamento e começou agredi-la. Em certo momento ele tirou a faca da cintura para golpeá-la. 

Ainda segundo o site, Angela correu e Flávio foi atrás até alcançá-la. Ele deu 4 facadas que acertaram pescoço e peito. Devido à gravidade, Angela morreu no local e populares agrediram Flávio. 

O suspeito conseguiu fugir. A polícia foi acionada e foi até a casa dele, chegando lá pediram para ele sair, porém, ele disse que não ia se entregar. Em seguida partiu para cima para cima dos policiais com a faca do crime, foi baleado, e morreu no hospital.