Prof Rinaldo
(67) 99826-0686
Gov - Agosto Lilas 09 a 24/08

Niki Lauda é enterrado em Viena com a presença de Lewis Hamilton

Tricampeão morreu no dia 20 por falência renal após ser submetido a transplante de pulmão no ano passado

29 MAI 2019
Da redação / G1
10h57min
Foto: Reprodução / G1/Reuters

Nove dias após morrer de complicações renais, o tricampeão mundial de Fórmula 1 Niki Lauda foi enterrado nesta quarta-feira, em Viena, Áustria. O funeral teve a presença do pentacampeão Lewis Hamilton e de ex-pilotos, como os também campeões Jackie Stewart, Alain Prost, Nigel Mansell e Nico Rosberg, além de Toto Wolff, chefe da Mercedes, equipe na qual Lauda atuava como presidente não executivo.

Estiveram presentes ainda o atual CEO do Liberty Media, grupo americano que controla a Fórmula 1, Chase Carey, e o presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt, assim como o ator Daniel Brühl, que interpretou Lauda no cinema no filme "Rush - no Limite da Emoção", em 2013.

Viúva do tricampeão, Birgit ficou ao lado dos filhos mais velhos do ex-piloto, Lukas e Mathias. Os gêmeos de dez anos de idade Max e Mia, do último casamento de Lauda, também se despediram do pai. Presidente da Áustria, Alexander Van der Bellen e o ator Arnold Schwarzenegger, nascido no país europeu, foram outras personalidades que estiveram no funeral.


Família do piloto. Foto: Reprodução/G1/Reuters

- Ele era uma estrela despretensiosa, humilde e brilhante entre os pilotos de corrida. Ele tinha senso de humor, era fiel à vida, orientado para o alvo e não-absurdo - disse o padre Toni Faber, que deu o último sermão a Lauda.

Os fãs também puderam se despedir do tricampeão na Catedral de Saint Stephen, onde o caixão ficou exposto com um capacete usado pelo ex-piloto e dois quadros. Chamou a atenção a quantidade de fãs com um boné vermelho como o que Niki Lauda usava desde o acidente de Nürburgring em 1976 para disfarçar as queimaduras sofridas.

Veja também