Menu
quinta, 26 de novembro de 2020
In Memoriam

Pessoa de bem: amigos e familiares lamentam morte de jovem que reagiu à tentativa de assalto

Jovem havia acabado de comprar veículo com dinheiro que juntou enquanto recruta no quartel

05 novembro 2020 - 17h00Por Nathalia Pelzl e Willian Leite

Amigo, pessoa de bem e tranquilo com todo mundo, assim Jedson Oliveira Brandão, 21 anos, é descrito pelo primo, de 22 anos. 

Jedson foi assassinado com uma facada no pescoço, na noite de ontem (4), durante uma tentativa de assalto, na rua Arrobas Martins, no Jardim Monumento, em Campo Grande.

O rapaz foi abordado por um homem a pé enquanto o outro o esperava  em uma moto. O carro que estava estacionado em frente à sua residência e Jedson se recusou a entregar a chave do veículo. 

Jedson entrou em luta corporal com um dos suspeitos, foi atingido no pescoço e correu para dentro do imóvel.  

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser acionado, mas Jedson morreu sentado em uma cadeira da casa. O carro da vítima, um VW Gol, não foi levado pelo bandido. 

Uma amiga da família esteve na cena do crime, na manhã de hoje (5), para ajudar na limpeza do local. Ao TopMídiaNews, ela, que prefere a identidade preservada, reforçou que Jedson era um rapaz tranquilo, que havia acabado de comprar o carro e sair do quartel. 

Jedson morava com os pais, contudo, no momento do crime, apenas a mãe estava na residência, já que o pai trabalha em Ribas do Rio Pardo.  

Leia Também

Mãe e bebê de dois meses morrem após carro bater em coqueiro em Bonito
Interior
Mãe e bebê de dois meses morrem após carro bater em coqueiro em Bonito
Tumor retirado da cabeça de prefeito de Coxim é benigno, dizem médicos
Interior
Tumor retirado da cabeça de prefeito de Coxim é benigno, dizem médicos
Presidente da Fundação Palmares ataca: 'morto no Carrefour não era preto honrado'
Geral
Presidente da Fundação Palmares ataca: 'morto no Carrefour não era preto honrado'
Brasil tem 654 mortes por covid em 24h, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 654 mortes por covid em 24h, diz Ministério da Saúde