Menu
segunda, 17 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
In Memoriam

Voz forte de Izaque Jordão se cala e deixa Moreninhas em luto

Ele tocava música sertaneja no intervalo de anúncios comunitários

08 janeiro 2022 - 16h33Por Thiago de Souza

Foi a esposa de Izaque Jordão quem anunciou a morte dele, na noite desta sexta-feira (7), pelas redes sociais, em Campo Grande. O locutor sertanejo era conhecido nas Moreninhas e tinha como marca a voz grave. 

‘’É com muita dor que venho falar que meu marido veio a falecer. Meu amor’’, lamentou a viúva no Facebook. 

A postagem da esposa teve 202 comentários, todos lamentando a perda precoce do locutor sertanejo. 

‘’Meus sinceros sentimentos, inacreditável... Deus conforte você e toda família e amigos’’, escreveu uma amiga para a esposa. 

O vereador Júnior Coringa, do PSD, também se despediu do líder comunitário. 

‘’Combateu o bom combate, completou a carreira e guardou a fé… O nosso querido Izaque Jordão foi para o Senhor nessa tarde de sexta-feira. Um líder que defendia seus ideais’’, lamentou o parlamentar. 

Sertanejo 

Fã do sertanejo raíz, Jordão só usava roupas de peão e, a bordo de uma bicicleta, fazia anúncios comunitários, munido de uma caixa de som e microfone. Era famoso nas Moreninhas e avenida dos Cafezais, na região do Los Angeles.

Nos intervalos dos comentários, Izaque tocava o melhor do sertanejo raiz e da música caipira, fizesse sol ou chuva. Outra marca do locutor era uma cabeça de boi, apoiada no guidão da bicicleta. 

‘’...vai fazer muita falta pra comunidade do Jd. Macaúbas, em especial, sentiremos sua falta com seus anúncios comunitários na Cafezais’’, lamentou um homem na seção de comentários da postagem. 

Morte

Izaque Jordão tinha 47 anos e morreu, no final da tarde desta sexta-feira (7), com suspeita de intoxicação por herbicida, depois de pulverizar a horta de casa. 

O locutor teve vômitos e sofreu parada cardiorrespiratória. O Corpo de Bombeiros foi acionado e fez manobras de reanimação, mas o líder comunitário não resistiu. 

A esposa afirmou que Isaque apresentava sintomas gripais recentes. Ela relatou ainda que ele já teria tentado suicídio há cerca de 2 ou 3 anos e tinha transtorno bipolar. A vítima tomava remédio de uso controlado e ao ingeri no período da manhã, teria manipulado o frasco de remédio com o herbicida nas mãos. 

Os bombeiros verificaram o frasco e encontraram  o herbicida, o qual foi devidamente coletado no local e apreendido. 

O caso foi registrado como morte a esclarecer na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol.