(67) 99826-0686
REFIS FEV.

Bombeiros resgatam corpo de homem desaparecido desde 2ª feira

Este é o terceiro caso do mês relacionado a acidente no rio Paraguai

15 SET 2016
Ricardo Albertoni, Diário Corumbaense
14h33min
Foto: Diário Corumbaense

Na manhã desta quinta-feira (15) moradores da região da Codrasa, nas proximidades do local conhecido como Boca do Bracinho, distante cerca de 20 minutos de barco do porto de Ladário, acionaram o Corpo de Bombeiros de Corumbá após avistarem o corpo de um homem boiando na região.

As equipes de busca e salvamento do 3º Grupamento resgataram o corpo de Eduardo Joaquim de Arruda, de 44 anos. Ele estava desaparecido desde a última segunda-feira, dia 12, após sair de casa, no bairro Alta Floresta II, em Ladário, por volta do meio-dia. O militar Adriano Arruda, irmão da vítima, relatou que Eduardo sofria de problemas mentais e costumava sair frequentemente, mas sempre retornava ao final do dia. Segundo os bombeiros, as condições do corpo indicavam ele estava há pelo menos dois dias no rio Paraguai.

Após Eduardo não retornar para casa, começaram as buscas pela região e de acordo com Adriano houve a informação de que o irmão teria sido visto, com outra pessoa, descendo a ladeira do porto de Ladário, o que não foi confirmado pelos moradores da região durante as buscas. “Nunca soubemos que ele vinha aqui para a beira do rio, ele tinha medo. Nós ouvimos que ele tinha descido para o porto com uma pessoa, um rapaz moreno, mas ninguém sabe quem é. Perguntamos pra todo mundo, mas ninguém viu”, disse Adriano.

Três casos em 15 dias

Este é o terceiro caso do mês relacionado a acidente no rio Paraguai. No dia 1º de setembro, o piloteiro Leonel Santiago de Souza, de 55 anos, desapareceu após colisão entre embarcações na região do Aterradinho, no rio Negrinho, que fica distante cerca de duas horas e meia, por via fluvial, da área urbana corumbaense. O corpo foi localizado dois dias depois, a uma distância aproximada de 15 quilômetros do local, depois de boiar e ser levado pela correnteza.

O segundo caso aconteceu no dia 06 de setembro, após o trabalhador fluvial José Rodrigues Dias, 60 anos, cair de uma embarcação nas proximidades da  Baía do Saracura. Ele foi encontrado seis dias depois em uma área distante cerca de 3 quilômetros de onde aconteceu o acidente.

Desde o início do ano, o 3º Grupamento do Corpo de Bombeiros já resgatou sete corpos de pessoas que sofreram acidentes em rios da região pantaneira, sendo seis casos no rio Paraguai e um no rio Negrinho.

Veja também