TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sexta, 03 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CONSTRUINDO O SABER 29/11 A 29/12
Interior

Com vereadores presos, Câmara de Ladário prepara criação de comissão processante

Acusações são graves e parlamentares envolvidos podem perder os mandatos

11 dezembro 2018 - 15h08Por Rodson Willyams

Os vereadores da Câmara Municipal de Ladário, município distante 428 km de Campo Grande, prepara, para a próxima quinta-feira (13), projeto que prevê a criação da comissão processante para cassar os direitos políticos de sete vereadores e do prefeito afastado Carlos Russo (PSDB).

De acordo com o vereador Jonil Junior (PMN), os crimes praticados pelos vereadores afastados 'foram graves', uma vez que são investigados por corrupção, fraude em licitação. O grupo de parlamentares recebia 'mesalinho' em troca de apoio a Ruso.

"Na quinta-feira (13) vamos apresentar o projeto e, se aprovado, vamos criar as comissões processantes. Nós temos até 90 dias para analisar esse processo. Nós temos que garantir o direito de defesa desses vereadores que estão presos", explica o parlamentar.

O caso

No dia 26 de novembro, o Gaeco realizou operação no município e prendeu, além do prefeito Russo, mais sete vereadores no município: Paulo Rogério Feliciano Barbosa (PMN); Osvalmir Nunes da Silva (Baguá) (PSDB); Agnaldo dos Santos Junior (Magrela) (PTB), Vagner Gonçalves (PPS) atual 2° secretário da Mesa Diretora; Lilia Maria Villalva de Moraes Silva (Pastora Lilia) (MDB), e atual 2ª vice-presidente da Câmara; André Franco Caffaro (Dedé) (PPS) e Augusto de Campos (Gugu) (MDB).

O secretário de Administração/Educação, Helder Naulle Paes dos Santos Botelho também está entre os presos. Todos estão em presídios de Campo Grande.