(67) 99826-0686

Corumbá registra alta incidência de infestação de dengue

Incidência

14 JAN 2014
Da Redação
09h00min
Foto: Reprodução

O município de Corumbá foi apontado com um índice de 4,63% de infestação de dengue, segundo o levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti  realizado entre os dias 06 e 08 de janeiro.  O bairro com maior incidência, desta vez, foi o Guarani com 13,33%, bem acima do aceitável que é de até 1,00%.


A pesquisa apontou ainda que os depósitos ao nível de solo (A 2) continuam sendo os principais responsáveis pelos índices de infestação do mosquito da dengue na cidade. De todos os imóveis visitados, o trabalho apontou um índice de 80,77%. Em relação aos depósitos móveis (vasos e pratos, frascos com plantas, bebedouros de animais, etc. - B), o índice ficou em 15,38%; depósitos fixos (calha, laje, ralos, sanitários em desuso, etc.- C), com 18,99%, e lixo (recipientes plásticos, latas, sucatas e entulhos - D 2), com 12,50%.

O Bairro Guarani foi apontado como o de maior incidência de focos da dengue, com 13,33%, seguido da Nova Corumbá, com 9,84%; Generoso, com 9,38%; Guató, com 9,09%, Centro América, com 8,33%; centro 1       (entre a Edu Rocha e Antônio Maria Coelho), com 6,19%, Popular Velha, com 5,00%; Cristo Redentor, com 4,90%; Popular Nova, com 4,23%; Dom Bosco, com 4,11%; centro 2 (entre Antônio Maria Coelho e Albuquerque), com 3,19%; Universitário, com 2,44%; Aeroporto, com 2,33%; Arthur Marinho, com 1,92%; Nossa Senhora de Fátima, com 1,82, e Maria Leite, com 1,80%. Não foram detectados focos na Cervejaria, Beira Rio, Industrial, Previsul e Jardim dos Estados.

O índice atual está abaixo do LIRAa de janeiro de 2013, primeiro ciclo, que apontou incidência de infestação de 9,49%. Ainda sobre 2013, foram registradas 2.141 notificações, com 395 casos positivos. Somente na área central foram 347 notificações e 76 casos confirmados.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Veja também