Menu
sábado, 23 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Interior

Defesa de vereador preso por agredir a noiva recorre ao TJ

Ele teria tentado asfixiar a vítima

10 setembro 2021 - 14h25Por Nathalia Pelzl

A defesa do vereador Diogo Silveira Castilho (DEM), preso desde sábado (4) acusado de violência doméstica após supostamente agredir a própria noiva em Dourados, recorreu nesta sexta-feira (10) ao TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) com novo pedido de liberdade. 

O pedido deve ser apreciado ainda hoje. 

Conforme divulgado, o apelo à segunda instância ocorre depois que o juiz Alessandro Leite Pereira, titular da 4ª Vara Criminal de Dourados, não conheceu e negou, na quarta-feira (8), pedido de liberdade provisória. 

Entenda 

Castilho foi preso em flagrante após agredir a noiva, de 27 anos, no Parque Alvorada, em Dourados. Ele teria tentado asfixiar a vítima. 

Conforme o Dourados News, o boletim de ocorrência mostra que o casal passou o sábado bebendo na companhia de amigos. Em dado momento, uma brincadeira deixou a noiva de Diogo irritada. 

Horas depois, na residência de Diogo, os noivos começaram a discutir em razão de ciúmes por parte da mulher. Irritado, o parlamentar teria dominado a vítima pelos braços e a jogado na cama. Depois, teria tentado asfixiá-la com as mãos. 

Ainda segundo o site, a noiva teria dito que denunciaria a violência e recebeu ameaças de morte a ela e à família. 

Os dois foram encaminhados à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário, Depac, onde Diogo foi preso em flagrante pelo crime de violência doméstica.