(67) 99826-0686
Camara Maio

Indígenas e servidores da Sesai voltam à fechar a MS-156

Manifestação

18 FEV 2014
Dourados News
12h30min
foto: Cido Costa

Após os protestos realizados ontem (17), indígenas e servidores da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) voltaram à fechar a rodovia MS-156 em Dourados, no trevo que dá acesso ao município de Itaporã. Os manifestantes afirmam que a via ficará bloqueada pelo menos até às 17 horas, ou até que consigam agendar uma reunião com representantes do governo.

O grupo busca completa reestruturação no sistema de saúde das aldeias Jaguapirú e Bororó, bem como de outras reservas indígenas do Mato Grosso do Sul. Segundo Alex Souza Silva, guarani que atua como enfermeiro da Sesai no posto de saúde Jaguapirú II, os problemas existentes vão da falta de medicamentos ao sucateamento das unidades de atendimento.

“Não temos medicamentos de necessidade básica como antibióticos, anti-inflamatórios, nem mesmo soros para hidratação. Se uma criança chega ao posto com caso de diarreia, por exemplo, na maioria das vezes temos que encaminhar para um hospital da cidade, por falta de estrutura adequada. Os prédios também são antigos, estão com problemas de infiltração e elétricos e já não comportam mais a capacidade das aldeias (hoje com 13 mil habitantes), pois foram construídos há cerca de 20 anos. Alguns foram ampliados, porém, não possuem móveis suficientes”, destacou Alex.

O protesto tem como objetivo chamar a atenção das autoridades, para que a comissão formada pelos indígenas seja atendida pelo Governo Federal em Brasília (DF). Também é cobrada uma mudança urgente na coordenadoria da Sesai em Campo Grande, assim como a abertura de cargos administrativos para indígenas. “Queremos um de nossos representantes atuando junto aos diretores”, destacou.

MS-156

A rodovia MS-156, principal via de acesso entre Dourados e Itaporã, ficará completamente fechada. A passagem de veículos está bloqueada, exceto para viaturas da polícia, Corpo de Bombeiros, Samu e ambulâncias. A Polícia Militar Rodoviária está no local e recomenda que quem tiver interesse em chegar a um dos municípios, que utilize rotas alternativas, como por exemplo o Anel Viário, ou saindo pela BR-163.

Veja também