TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sexta, 03 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CAMARA - vacinaçao
Interior

Morto na fronteira era advogado e ex-funcionário de prefeitura

Joel Villalba já cumpriu pena por tráfico de drogas quando esteve no Brasil. Vítima foi atingida por oito disparos sendo cinco nas costas e três no tórax

25 outubro 2021 - 16h46Por Vinicius Costa

O paraguaio Joel Ángel Villalba Aguero, de 45 anos, morto no início da tarde desta segunda-feira (25) em frente a sua casa na cidade de Pedro Juan Caballero, fronteira com Mato Grosso do Sul, era advogado e ex-funcionário da prefeitura.

A vítima já cumpriu pena por tráfico de drogas ao ser preso em Curitiba, no Paraná, onde estava acompanhado de uma mulher paraguaia e um homem uruguaio com 8 quilos de cocaína no ano de 2006.

A Polícia Federal, na época, explicou que as três pessoas ficariam detidas e após o cumprimento da pena, seriam expulsos do país, informou a rádio Império, do Paraguai.

Villalba foi assassinado com vários tiros de pistola 9 milímetros. Segundo as informações, a vítima até tentou retornar para dentro de sua casa quando notou a presença dos pistoleiros, mas não conseguiu e morreu no local.

O pai do advogado também estava presente na hora do assassinato sendo atingido de raspão por um tiro no braço e encaminhado para um hospital, mas não corre risco de morte, como informou a promotora paraguaia Reinalda Palacios.

A perícia constatou que Joel foi atingido por oito disparos, sendo cinco nas costas e três no tórax.

O crime será investigado pela Polícia Nacional do Paraguai e até o momento, ninguém foi preso pelo homicídio.