Menu
domingo, 01 de agosto de 2021
Interior

Mulher morre em Posto de Saúde depois de ser medicada

Mal Súbito

15 dezembro 2013 - 13h15Por Carlos Guessy

Foi constatada hoje (15) pela manhã, uma morte dentro de um posto de saúde na cidade de Rochedo, município a 74 km da Capital. A vítima, Marilza Cristaldo Bento, tinha 41 anos e chegou ao local com fortes dores na nuca. Rapidamente a mulher foi atendida pela equipe médica que apenas receitou um remédio.

Segundo o boletim de ocorrência, Marilza estava a caminho da Igreja Católica quando começou a sentir fortes dores.

O marido levou a esposa para o Posto de Saúde, onde foi atendida pelo médico plantonista. Depois de verificar a pressão da mulher, o médico receitou Metildopa 500mg SL. A enfermeira colocou sob a língua da paciente e a deixou sentada em uma cadeira no corredor, procedimento normal após a ingestão de um medicamento.

Passado alguns minutos, Marilza começou a passar mal. Ela foi novamente atendida por um médico e enfermeiros, que imediatamente a colocaram em uma maca e levaram para um quarto. Dez minutos depois, por volta das 9h, foi declarado o óbito de Marilza.

A família relata no BO, que o remédio que estava sob a língua da vítima não dissolveu, e o marido guardou o medicamente como “prova”. Marilza sofria também de depressão e síndrome do pânico, segundo os familiares. O marido relatou à Polícia Civil que a mulher tinha problemas de pressão alta. O caso foi registrado como “morte a esclarecer” na Delegacia de Polícia de Rochedo.